facebook Atendimento por email Agende uma visita Ligue Agora Atendimento online Atendimento Online 2 Whatsapp whatsapp 2 corretor

Perfil dos pais e responsáveis: um guia prático

15 de abril de 2016 | sem comentário | Categoria(s): Relacionamento Pais / Escola

Tempo estimado de leitura: 6 minutos (1054 palavras, 6329 caracteres)

Você realmente conhece o perfil dos pais dos alunos da sua escola? Você sabe como cada um deles se relaciona com a educação escolar? Estou lhe perguntando pois, com o passar dos anos, tornou-se cada vez mais importante conhecer as características do seu público, seja qual for o mercado de atuação.

 

Nas escolas, costumamos dizer que os clientes são os alunos, afinal, as propostas pedagógicas são voltadas para eles, e muita energia é despendida no trabalho de formar cidadãos capazes e conscientes. Porém, não podemos esquecer que quem responde por esses alunos são os pais e responsáveis, certo? Será que sua escola está dando a devida atenção para esse público também?

 

Por um lado, torna-se crucial que a instituição de ensino procure manter pais e responsáveis informados sobre as rotinas diárias na instituição – ao mesmo tempo, é igualmente importante que os pais que procuram a escola sejam engajados na educação dos filhos.

 

Porém, existe um real problema: poucos dos responsáveis realmente se comprometem com a educação dos alunos. A questão merece atenção. Apenas 12% dos responsáveis por crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos no Brasil são considerados comprometidos no que se refere à valorização escolar e ao vínculo familiar.

 

A conclusão provém da pesquisa Atitudes pela Educação, de novembro de 2014, realizada pelo Instituto Paulo Montenegro e pelo Ibope Inteligência, em parceria com Todos Pela Educação, Fundação Roberto Marinho, Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, Fundação Itaú Social, Instituto Unibanco e Instituto C&A.

 

A Pesquisa

 

O objetivo da pesquisa é de analisar o grau de valorização da educação por parte das famílias e caracterizar os perfis dos pais. Foram entrevistados 2.002 responsáveis por alunos entre 4 e 17 anos, das redes públicas e privadas, matriculados no ensino básico – que engloba desde a educação infantil até o ensino médio.

 

“A educação é constitucionalmente um dever do Estado e das famílias. Por isso, é importante entender como os pais se relacionam com os filhos nesse aspecto”, afirmou Alejandra Meraz Velasco, coordenadora geral do movimento Todos Pela Educação, em relato publicado no portal do TPE.

 

Os Entrevistados

 

Entre os 2002 responsáveis:

 

Grau de parentesco:

 

  • 84% são pais e mães
  • 11% são avôs e avós
  • 2% são padrastos e madrastas
  • 2% são tios e tias
  • 1% são irmãos e irmãs

 

Escolaridade:

 

  • 8% não frequentou a escola
  • 48% até o Ensino Fundamental
  • 44% até o Ensino Médio ou Nível Superior

 

Trabalho e Renda:

 

  • 67% trabalham
  • 71% são casados
  • 36% são beneficiados pelo Bolsa Família
  • 60% tem renda familiar de até dois salários mínimos

 

Segundo a pesquisa, quando se trata do vínculo com os filhos e a relação que têm com a educação, os pais de alunos brasileiros podem ser classificados em cinco perfis, conforme a figura:

 

Pais

 


Os Perfis

 

Para identificar os perfis, o estudo levou em conta dois fatores comportamentais: a valorização da educação e o vínculo do adulto com o dependente. O resultado apontou cinco perfis diferentes de pais e responsáveis: comprometidos, envolvidos, intermediários, vinculados e distantes.

 

1. Vinculados 27%

 

Representam a maior fatia da amostra. Esses pais focam mais no vínculo com a criança do que na valorização da educação. São pais presentes e que dialogam frequentemente com os filhos, mas não acompanham com a mesma atenção a rotina escolar das crianças.

 

  • 95% afirmam estar presentes nos momentos mais importantes da vida da criança
  • 20% conversam com outros pais sobre a qualidade da escola
  • 44% acompanham o calendário de provas

 

2. Envolvidos 25%

 

Segundo maior grupo apontado na pesquisa, esses pais praticam mais ações de valorização do que de vínculo e acompanham de perto a rotina escolar do filho. Simultaneamente, apresentam um ambiente familiar menos propício ao diálogo, com um relacionamento menos próximo da criança.

 

  • 87% acreditam que, se a criança estudar, terá uma vida melhor que os pais
  • 79% conferem se o filho estudou para as provas
  • 35% procuram levar a criança à programas culturais

 

3. Distantes 19%

 

Pais distantes representam o perfil mais crítico. Esses pais apresentaram as respostas com o menor grau de vínculo com a criança e valorização da educação. Eles não se relacionam com a comunidade escolar e pouco dialogam com as crianças, além de esse ser o grupo com a menor assiduidade em reuniões e eventos escolares.

 

  • 61% têm escolaridade até o ensino fundamental
  • 25% procuram se informar sobre a proposta de ensino da escola
  • 37% ajudam a organizar o material escolar do filho

 

4. Intermediários 17%

 

Esses responsáveis apresentam uma média de respostas abaixo da graduação máxima, mas mais elevada do que o grupo dos Pais Distantes, tanto em relação ao vínculo, quanto à valorização.

 

  • 57% alcançaram o ensino fundamental (mas 31% foram até a 4ª série)
  • 70% conferem se o filho faz as lições de casa
  • 67% olham os cadernos, livros e apostilas

 

5. Comprometidos 12%

 

Os pais comprometidos apresentaram o conjunto de respostas com as maiores taxas, tanto na valorização escolar quanto no vínculo com a criança. Esses pais buscam informações e participam das reuniões e eventos da escola, estabelecem parcerias com outros pais e com os professores, além de apoiar os filhos na rotina escolar. Infelizmente, esse é o grupo com menor amostragem apontada pela pesquisa.

 

  • 98% monitoram de perto as faltas da criança
  • 91% afirmam respeitar a opinião dos filhos
  • 100% dizem gostar dos momentos que passam com a família

 

Leia mais
– Gerações sem conflitos: o pai de cada época
– Todo dia é dia de acompanhar a rotina escolar

 

Existe uma forma de aumentar o engajamento dos pais na educação e na rotina escolar das crianças. Quer saber mais sobre isto? Conheça o ClipEscola e descubra!

 

CE_CTA_eBook_apresentacao

 

O autor é publicitário e atua na ClipEscola como Customer Success


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of