facebook Atendimento por email Agende uma visita Ligue Agora Atendimento online Atendimento Online 2 Whatsapp whatsapp 2 corretor

Tendências nas escolas modernas

3 de março de 2016 | sem comentário | Categoria(s): Tendências

Tempo estimado de leitura: 6 minutos (1083 palavras, 6603 caracteres)

Já é consenso que o uso da tecnologia auxilia o processo de aprendizado de maneira significativa nos dias de hoje. Porém, integrar o uso da tecnologia com o atual modelo educacional não é tarefa fácil. A modernização da educação deve ser feita com muito cuidado, para que a tecnologia seja uma ferramenta de auxílio e não de dispersão do aluno.

 

Existem projetos voltados para a dinamização do processo de aprendizado de crianças e jovens, como é o caso do Hole in the Wall, desenvolvido na Índia. Por meio do projeto, são instalados computadores em playgrounds a céu aberto e em parques públicos. Cada um desses computadores é equipado com softwares criados para incentivar a criatividade e instigar a curiosidade das crianças, gerando um aprendizado livre e colaborativo para os jovens. Eles podem ou não ser conectado ao sistema de escolas próximas.

 

O fato é que a modernização das escolas e o crescente uso da tecnologia já são realidade e aumentam exponencialmente. Confira cinco exemplos de tendências nas escolas modernas:

1. Ensino Híbrido

 

Do inglês “blended learning”, o ensino híbrido personaliza e introduz tecnologia no ensino. Nesse formato, o aluno alterna momentos de estudo sozinho, em ambiente virtual e em grupo. O papel do professor também se altera: “Ele deixa de ser a primeira fonte de informação e conhecimento e passa a ser o mentor que guia a aprendizagem dos alunos”, diz Mario Junior Mangabeira, coordenador da gerência de formação do projeto Educopédia, segundo o site Revista Educação.

 

Um dos projetos da área foi criado pela Fundação Lemann, e afirma que aprendendo mais sobre o assunto, os professores conseguirão aproximar a realidade escolar com o cotidiano do aluno, aumentar o engajamento dos alunos no aprendizado, melhorar seu aproveitamento de tempo, ampliar seu potencial para intervenções efetivas, realizar um planejamento rico e individualizado e um acompanhamento mais próximo de cada aluno.

 

Dica de livro:

 

Ensino Híbrido – Personalização e Tecnologia na Educação

 

Organizadores: Lilian Bacich, Adolfo Tanzi Neto, Fernando de Mello Trevisani, 270 págs., Ed. Penso.

2. Jogos Educativos

 

Utopia para uns, sonho para muitos alunos e desconfiança por parte de pais e responsáveis. A realidade é que o ensino por meio de jogos educativos tem aumentado consideravelmente e apresentado números surpreendentes. Um grande exemplo é a escola Quest to Learn, oriunda de uma proposta da ONG Institute of Play.

 

Na escola, o programa educacional é seguido à risca, mas realizado de uma forma completamente diferente: livros são substituídos por games e jogos de tabuleiro e o processo de aprendizado é colaborativo, aonde todos aprendem e ensinam simultaneamente. Dessa maneira, os estudantes podem aprender de forma mais prática e interativa e, segundo o site da escola, os jogos permitem que o erro e o acerto sejam apontados de maneira imediata, tornando o erro um fator motivador no processo de aprendizagem do aluno.

 

Segundo relato de uma aluna da escola, os alunos aprendem muito e, ao mesmo tempo, se divertem, resumindo a proposta do ensino com a utilização de jogos educacionais.

 

Recentemente, a Microsoft, gigante da tecnologia, lançou a página “Minecraft in Education”, um fórum que concentra ideias e inspirações para aplicação do jogo “Minecraft”, game sensação entre os jovens, no contexto escolar.

 

Dica de livro:

 

Games em Educação: Como os nativos digitais aprendem

 

João Mattar, 208 págs., Ed. Pearson Prentice Hall (2010)

3. Utilização de eBooks

 

O acesso facilitado a uma vasta biblioteca online torna a utilização de eBooks uma nova tendência nas escolas. O material pode ser voltado para alunos, professores e/ou família. O portal Domínio Público, biblioteca digital desenvolvida em software livre, oferece material multimídia voltado ao ensino de Administração a Turismo, passando por matérias básicas do currículo escolar e literatura clássica brasileira.

 

Há também materiais como a Coleção Educadores, seleção criada pelo Ministério da Educação voltada a professores da educação básica e superior. Conta com 62 obras para download gratuito.

 


4. Aplicativos de Gerenciamento Escolar

 

Os aplicativos voltados para a escola ganham cada vez mais força no mercado brasileiro e internacional. Por eles, a escola tem acesso e/ou controle sobre ferramentas que facilitam a comunicação entre a instituição de ensino e pais, alunos e professores. O app ClipEscola concentra todas as ferramentas necessárias para a rotina escolar. A solução pode substituir ou complementar a agenda escolar, gerando economia através da redução do custo de impressão de bilhetes e comunicados e dinamizando a comunicação.

 

A divulgação de eventos e novidades da escola também é facilitada, juntando-se a outras funcionalidades: pareceres individuais de cada aluno separados por turma; controle de acesso de pais, responsáveis e terceiros na saída e entrada de alunos; envio e recebimento de clips com os mais diversos conteúdos; e muito mais!

Conheça o ClipEscola: www.clipescola.com.br

5. Cursos Online

 

Sejam eles gratuitos ou não, os cursos online crescem em número de adeptos. Eles podem ser de conhecimentos gerais, específicos e profissionalizantes, e são uma importante e crescente ferramenta que complementa o ensino escolar, principalmente no decorrer do ensino médio.

 

Um dos maiores portais de cursos profissionalizantes do mundo em áreas como design, animação, vídeo, produção musical, fotografia, educação e gestão de negócios, o Lynda.com, foi comprado pelo LinkedIn, a maior rede social profissional do mercado. A transação, que gira em torno de US$ 1,5 bilhão, promete aproximar, de forma simples, prática e eficiente, estudantes, desenvolvimento de competências e oportunidades de trabalho.

 

Independentemente da ferramenta a ser utilizada, é de suma importância que a escola disponha de uma boa estrutura de ensino, contando com bons professores e pais envolvidos. Esse é o primeiro passo para uma educação de qualidade.

 

Leia mais
– 5 razões para os estudantes terem tecnologia em aula
– Escola do ontem e do hoje: o que mudou?

 

A sua instituição de ensino está atenta às tendências nas escolas? Comente aqui!

 

CE_CTA_eBook_apresentacao

 

O autor é publicitário e atua na ClipEscola como Customer Success


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of