facebook Atendimento por email Agende uma visita Ligue Agora Atendimento online Atendimento Online 2 Whatsapp whatsapp 2 corretor

App de ensino próprio ou solução pronta: qual é a melhor opção para a minha escola?

19 de março de 2018 | sem comentário | Categoria(s): Gestão Escolar, Tecnologia da Educação, Tendências

Tempo estimado de leitura: 5 minutos (951 palavras, 5496 caracteres)

 

App de ensino é a nova onda da tecnologia na educação. Até as escolas mais tradicionais já estão se rendendo a essa realidade e substituindo o papel pelo eletrônico, mais precisamente por soluções que possam ser utilizadas em celular.

 

Se a sua escola também já se deu conta dessa realidade e agora está na dúvida se deve criar um app de ensino próprio ou adquirir uma solução pronta, vamos te dar uma luz com essa questão.

 

Continue lendo este post e entenda como uma solução desenvolvida externamente pode ser mais eficiente para a escola do que um app de ensino próprio.

 

Tempo de maturação

 

Toda tecnologia desenvolvida passa por um tempo de maturação. Para que algo criado do zero fique totalmente aderente às necessidade que deve suprir, é inevitável que passe por um longo processo de tentativas e erros.

 

Para isso, é essencial que haja um investimento de tempo e recursos. O difícil é precisar a quantidade que será necessária de cada um, pois não se sabe os problemas que irão surgir e o que será preciso para contorná-los.

 

Dessa forma, uma escola que decide desenvolver um app de ensino próprio deve estar preparada para percorrer esse longo caminho, fazendo inclusive uma boa reserva financeira para imprevistos que sempre ocorrerão.

 

Deve haver também um preparo emocional, pois o lançamento de um app de ensino novo requer um período de testes, e é nesse tempo que os erros começam a ser identificados. Porém, o público que o está utilizando pode não ser tão compreensivo.

 

Reclamações são comuns, e quem desenvolve uma tecnologia deve estar preparado para elas, sobretudo no início.

 

As escolas que optam por uma solução pronta e já em uso no mercado em vez da criação de um app de ensino se beneficiam nesses quesitos.

 

Tecnologias em uso já passaram por esse tempo de maturação. Já percorreram o longo caminho de tentativas e erros e foram validadas pelo mercado.

 

Portanto, a menos que a sua escola esteja preparada para lidar com todos os contratempos que ocorrerão com um app de ensino criado do zero e ainda não testado, adquirir uma solução pronta é a alternativa mais assertiva.

 

Recursos

 

Se você ainda está na dúvida se a melhor alternativa para a sua escola é um app de ensino próprio ou uma solução pronta, o investimento financeiro e a necessidade de espaço físico são outros pontos a serem avaliados.

 

Desenvolver uma tecnologia requer um investimento considerável em:

 

  • Profissionais qualificados, tanto para a criação quanto para a manutenção dela;
  • Estrutura física para o trabalho, como mesas e computadores;
  • Ferramentas para o desenvolvimento do app de ensino;
  • Armazenamento em nuvem para banco de dados e servidor de hospedagem;
  • Alocação de espaços para que os desenvolvedores possam trabalhar.

 

 


Natureza das atividades da empresa

 

A essência das escolas é a educação. A tecnologia, claro, tem um grande papel nos processos educacionais, mas não consiste no caráter das atividades da empresa.

 

O produto que uma escola entrega ao seu cliente é o ensino, e por ser especialista nisso, pode realizar uma entrega de qualidade. O mesmo ocorre com empresas de outros segmentos. Quanto mais especializada em um nicho, melhor é o produto final que o consumidor terá.

 

Uma empresa de tecnologia está muito mais apta a criar uma solução de qualidade nesse segmento do que uma instituição voltada à educação. Mesmo que essa escola contrate profissionais da área para o desenvolvimento de um app de ensino, o resultado não será o mesmo.

 

O problema começa pela própria contratação. Em uma empresa de tecnologia, um profissional da área passará por uma avaliação criteriosa para ser contratado, e quem o avaliar entenderá bem da natureza da atividade, podendo realizar uma seleção acertada. O mesmo não ocorrerá em uma escola.

 

Uma empresa especializada em TI também contará com mais suporte e, principalmente, terá um nome a zelar para o bom desenvolvimento daquela atividade, que é a essência dela. Uma escola não conseguirá avaliar, antes do período de maturação, se o app de ensino desenvolvido tem a qualidade mínima necessária para começar a ser utilizado.

 

Na prática, uma solução desenvolvida por uma empresa que entende do assunto será melhor e mais efetiva do que uma criada por uma instituição que não é especialista no segmento.

 

Finalizando

 

Como você pôde ver neste post, a ideia de desenvolver um app de ensino próprio para a escola  precisa ser bem avaliada.

 

Se aventurar nessa empreitada e depois constatar que não foi a decisão certa terá um alto custo. Haverá o gasto com o investimento em algo que deu errado e mais o custo de aquisição de uma solução externa. Isso fora todo o tempo empregado e o desgaste emocional. Portanto, avalie bem e tome a decisão certa!

 

Leia mais
– ClipEscola e Google Suite – Tudo o que você precisa na comunicação escolar
– 5 dicas para a sua escola evitar problemas judiciais

 

Este post te ajudou a tomar uma decisão sobre a questão de criar um app de ensino ou adquirir uma solução pronta? Comente aqui!

 

 CTA_eBook_apresentacao-1

 

A autora é Jornalista, pós-graduada em Produção Multimídia e atua na ClipEscola como Conteudista de Marketing Digital.


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of