facebook Atendimento por email Agende uma visita Ligue Agora Atendimento online Atendimento Online 2 Whatsapp whatsapp 2 corretor

Colônia de férias: 6 dicas para acertar na escolha

13 de julho de 2018 | sem comentário | Categoria(s): Relacionamento Pais / Escola

Para as crianças, o período das férias de julho é só alegria e descanso dos estudos. Para os pais, que trabalham e não estão de férias, não ter com quem deixar os filhos pode se tornar um problema. A solução mais fácil e mais divertida para os pequenos, geralmente, é uma colônia de férias. Mas é importante ter alguns cuidados para fazer uma boa escolha.

 

Por isso, elaboramos uma lista com dicas para ajudar você! Confira:

 

1. Busque referências

 

Nada melhor para a escolha de uma colônia de férias do que ouvir a opinião de quem já usou o serviço e gostou dele a ponto de indicar. Por isso, busque referências! Fale com os pais dos coleguinhas do seu filho e peça indicações. Uma boa ideia é consultar também os professores, pois eles muitas vezes são pais também, e podem ter alguma recomendação.

 

Uma maneira fácil de contatar todos rapidamente para pedir essas indicações é utilizando o canal de comunicação da escola do seu filho. Se ela ainda não possuir uma ferramenta eficiente, o jeito será fazer essa consulta de forma manual. Mas para que da próxima vez isso não seja necessário, leia este post e veja o que fazer.

 

Além de consultar os professores e os pais dos coleguinhas do seu filho, pesquise também na internet e veja os comentários e avaliações que as pessoas colocam sobre as colônias de férias da sua região.

 

2. Visite o local

 

É importante também visitar pessoalmente a colônia de férias onde você pretende colocar o seu filho. Confira se o local tem boas condições de higiene e segurança, se possui bastante espaço para a criança brincar e quais as opções que oferece para o lazer.

 

Se não ficar satisfeito com o que viu, visite outras colônias de férias. Você pode até levar a criança junto, para ela ver se gosta.

 

3. Indague sobre questões de segurança

 

Quando se trata de criança, todo o cuidado é pouco. É fundamental verificar a segurança que a colônia de férias oferece.

 

Por isso, observe se no local não há objetos perigosos que as crianças possam se cortar ou mesmo engolir. Se houver um parquinho, veja se ele está em bom estado, se a madeira não está apodrecida ou se não há nenhum brinquedo quebrado.

 

Pergunte também se no local há enfermaria ou algum tipo de assistência médica para caso a criança se machuque nas atividades ou passe mal por algum motivo. Não se esqueça também de informar a eles sobre qualquer alergia ou problema de saúde que o seu filho tenha.

 

Se a colônia de férias realizar passeios com as crianças, pergunte se há alguém com conhecimento em primeiros socorros que estará junto para o caso de acidentes, como quedas ou fraturas.

 


 

4. Informe-se sobre os profissionais

 

Um outro quesito que merece atenção é a questão dos profissionais que serão responsáveis pelas crianças durante o período em que elas estiverem na colônia de férias. Nesse ponto, quantidade e qualidade são importantes.

 

O ideal é que haja um adulto para cada grupo de 10 crianças, se elas forem menores de dois anos, ou um por cada grupo de 14, se elas tiverem a partir de três anos.

 

A experiência dos profissionais é outro fator que pode ser pesado na decisão. Pessoas com experiência em educação, recreação, esporte, teatro e áreas afins são mais qualificados para a função de cuidar e entreter as crianças.

 

5. Verifique se a criança gosta das atividades da colônia de férias

 

Boa parte dos pais procura uma colônia de férias para ter com quem deixar os filhos no período de férias escolares. Porém, é importante também pensar na diversão da criança. Afinal, é o momento que ela tem para brincar sem se preocupar com deveres e provas.

 

Então, procure informar-se sobre a programação oferecida. Veja se as atividades batem com a idade e os gostos do seu filho, se são interessantes para ele. Caso ele não goste, verifique outras alternativas que sejam legais, seguras e de qualidade. E se você não sabe por onde começar, aqui vão algumas opções.

 

6. Exija um documento

 

Todos os serviços que a colônia de férias oferece devem estar documentados, até para você poder cobrar depois, caso algo combinado não seja cumprido.

 

Nesse documento, atente-se para a existência de cláusulas que isentem a empresa prestadora do serviço de responsabilidades sobre a criança. Esse tipo de cláusula é considerada abusiva, pois enquanto as crianças estão na colônia de férias, é dever dos profissionais que trabalham lá vigiá-las e preservar a integridade física delas.

 

Leia mais
– Férias: o momento ideal para a escola se repaginar
– Como convencer a escola do seu filho a adotar aplicativo de comunicação

 

Gostou das dicas? Compartilhe-as então com os pais dos coleguinhas do seu filho. E se você é professor, envie este post para os pais dos seus alunos!

 

eBook - A Nova Escola

 

A autora é Jornalista, pós-graduada em Produção Multimídia e atua na ClipEscola como Conteudista de Marketing Digital.


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of