facebook Atendimento por email Agende uma visita Ligue Agora Atendimento online Atendimento Online 2 Whatsapp whatsapp 2 corretor

Guia rápido para melhorar o engajamento dos pais na educação

10 de março de 2016 | sem comentário | Categoria(s): Relacionamento Pais / Escola

Tempo estimado de leitura: 6 minutos (1066 palavras, 6489 caracteres)

Como é sua rotina matinal? Eu costumava acordar antes do sol nascer, tomar um banho rápido, vestir roupas adequadas para minha rotina de trabalho, tomar um café e enfrentar um trânsito caótico por um longo e tortuoso caminho até o trabalho.

 

A questão é que, para os jovens que frequentam as escolas nos dias de hoje, a rotina não é tão diferente, apenas sofre adaptações: também gostariam de ficar um pouco mais na cama, as roupas adequadas para a rotina de trabalho viram uniformes, o café vira achocolatado e o transito caótico é enfrentado por eles na carona.

 

Então como transformar esta rotina de ir até a escola, que pode já começar estressante, em algo motivador, fazendo com que o jovem anseie por estar na escola, deseje estudar e seja ávido por mais conhecimento? Um bom começo: envolvimento da família no processo de aprendizado.

 

Antes de qualquer coisa, o acompanhamento do desempenho do aluno é um dever dos pais, segundo o projeto de lei PLS189/2012, aprovado na Comissão de Educação do Senado no dia 18/08/2015, que estabelece penalidades para pais ou responsáveis que não comparecem às escolas para realizar esse acompanhamento.

 

Segundo informou o Senador responsável pelo projeto em sua página no Facebook, “a presença dos pais na escola é fundamental para o desenvolvimento dessas crianças. O papel de formação das crianças não deve pertencer apenas às escolas”. Ponto para educação!

 


Um estudo realizado pela Universidade da Carolina do Norte (NCSU) apontou que alunos que são acompanhados de perto pelos pais obtêm desempenho superior ao de crianças cujos pais pouco conhecem suas atividades acadêmicas. O estudo foi realizado em 1.000 escolas americanas com uma amostra de 10.585 estudantes.

 

A conclusão do estudo não oferece dúvidas: “Os resultados apontam que o ambiente familiar influencia mais no sucesso acadêmico do que o ambiente escolar (…) Não estamos sugerindo que a qualidade da escola seja totalmente desprezível, mas queremos alertar para a importância dos pais no processo educativo”, diz Toby Parcel, professora de sociologia e uma das autoras do estudo.

 

A grande questão aqui é que muitos pais, por vezes, acreditam que investir dinheiro numa escola de ponta, com ensino de referência, seja suficiente para garantir bons resultados acadêmicos para o seu filho. Os pais têm papel fundamental no aprendizado e devem demonstrar interesse nesse processo para que a criança entenda que a escola é importante para toda a família e que deve ser levada a sério.

 

Família e escola devem trabalhar em equipe para facilitar o processo de aprendizado do jovem. Quando isto acontece, ou seja, quando pais e/ou responsáveis e a escola “falam a mesma língua” e partilham das mesmas metas e objetivos para com o aluno, o acompanhamento da educação do estudante tem continuidade quando ele está fora do ambiente escolar. Pais presentes conversam com seus filhos sobre as rotinas escolares, sobre trabalhos e provas, sobre conteúdos por eles absorvidos e os auxiliam com dúvidas em tarefas de casa e trabalhos. Veja bem: auxiliar, não fazer por eles.

 

Outro importante ponto que se deve frisar é que o professor é um transmissor de conhecimento, uma ponte entre o aluno e o saber. O papel de educar não deve ser assumido isoladamente pela escola. Bons costumes, limites e respeito ainda são coisas que podem (e devem) ser ensinadas em casa.

 

Então, para facilitar esta adaptação, seguem dicas para pais e para a escola:

7 dicas para pais mais presentes

 

  • Procure confiar nas decisões tomadas pela escola, ela também deseja o melhor para seu filho;
  • Demonstre interesse na rotina escolar de seu filho e no dia a dia dele;
  • Estimule na criança a independência na resolução de problemas, especialmente em dificuldades de socialização;
  • Valorize iniciativas da escola visando aproximação com os pais: compareça à entrega de pareceres, reuniões de pais, apresentações, comemorações, etc;
  • Estimule a leitura e procure dispor de uma biblioteca de fácil acesso à criança;
  • Desestimule faltas e atrasos nas aulas. Estas situações podem prejudicar o aprendizado das crianças;
  • Determine um horário de estudo para seu filho, reservando um local tranquilo para a tarefa.

 

 7 dicas para uma escola de referência

 

  • Propicie aos pais a livre comunicação com a escola. Muitas vezes as sugestões deles podem resolver ou evitar problemas internos;
  • Tenha como objetivo abrir as portas da escola aos pais. Estimule reuniões pedagógicas, atendimento rápido na resolução de conflitos e problemas, apresentações das atividades extracurriculares e comemorações nas dependências da escola;
  • Procure cumprir a proposta pedagógica apresentada aos pais e busque ferramentas para divulgá-la a eles;
  • Mantenha-se atualizado perante novas tecnologias e dinâmicas educacionais;
  • Proporcione treinamento e desenvolvimento de competências à equipe de trabalho;
  • Zele pela estrutura da instituição, bem como suas instalações, no que tange modernidade e limpeza;
  • Estimule nas crianças o “pensamento verde”, incentivando a coleta seletiva do lixo e o desperdício zero de água, luz e papel.

 

Inspirado neste contexto, que correlaciona alunos, pais e escola, o Ministério da Educação instituiu o dia 24 de abril como o Dia Nacional da Família na Escola. Na data, pais são estimulados pela escola a participar da rotina educativa dos filhos. Se sua escola ainda não tem este costume, serve como uma boa sugestão.

Dicas de leitura:

 

Pais & Educadores – Quem Tem Tempo de Educar?

Isabel Parolin, 94 págs., Ed. Mediação.

 

ClipEscola – Aplicativo para aproximação entre pais, professores e Escola

Acesse: www.clipescola.com.br

 

Pais e Educadores de Alta Performance

Içami Tiba, 184 págs., Ed. Integrare.

 

Escola sem Conflitos: Parceria com os Pais

Tania Zaguri, 260 págs., Ed. Record.

 

Leia mais
– Todo dia é dia de acompanhar a rotina escolar
– Evasão da escola: como a tecnologia pode ajudar a combatê-la

 

Como é o engajamento dos pais na sua escola? Eles são participativos ou distantes? Comente aqui!

 

CE_CTA_eBook_apresentacao

 

O autor é publicitário e atua na ClipEscola como Customer Success


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of