Skip to content
Monitoramento da saúde dos alunos

COMPARTILHE

14 de setembro - 2020

Como fazer o monitoramento da saúde dos alunos e colaboradores na volta às aulas

Tempo estimado de leitura: 4 minutos (671 palavras, 3923 caracteres)

Algumas escolas do país já começaram a reabrir de forma gradual, e muitos estados têm previsão de volta ainda para este ano. A questão é polêmica, mas não falar sobre o assunto não ajudará a aumentar a segurança. Diante de um cenário de possível retorno, o que se pode fazer para diminuir as chances de contágio por Coronavírus é a criação de um sólido planejamento. É importante que ele englobe recursos para o monitoramento da saúde dos alunos e colaboradores.

 

Esse último aspecto é o foco do post de hoje. Aqui você vai descobrir como é possível aumentar o nível de segurança no retorno por meio de ações simples e de fácil execução. Bora conferir?

 

Formulários e enquetes para o monitoramento da saúde dos alunos e colaboradores

 

Sabe como você pode obter informações sobre a saúde dos estudantes e dos colaboradores da sua escola? Perguntando! É claro que eu não estou sugerindo que você ligue periodicamente para todo mundo para fazer esse levantamento, há formas bem mais rápidas e eficazes. É claro que eu estou falando de tecnologia!

 

Você sabia que esse levantamento pode ser feito em minutos com o simples uso de formulários ou enquetes, e de um disparo massivo via agenda digital? Confira esses exemplos:

 

Monitoramento com formulário

 

Formulário - Monitoramento da saúde dos alunos

 

Monitoramento com enquete

 

Enquete - Monitoramento da saúde dos alunos

 

O texto das imagens pode ser alterado quando o envio for para colaboradores. Você pode trocar “Como está o seu filho hoje?” por “Como você está hoje?”, por exemplo.

 


Com que frequência devo fazer o monitoramento?

 

Quanto mais frequente for o monitoramento da saúde dos alunos e colaboradores, maior será o nível de segurança. O ideal é que esse levantamento seja feito de forma diária, pois os sintomas podem surgir de um dia para o outro, e todos os dias há o risco de contato com alguém que possa estar contaminado.

 

Pode parecer muito trabalho realizar esse monitoramento diariamente, mas na verdade não é. O formulário será o mesmo todos os dias, e o disparo via agenda digital pode ser feito de forma massiva, em poucos cliques. 

 

Para analisar o resultado, você só precisará gerar um relatório e colocar filtros. É possível filtrar somente as respostas que indicam que o aluno ou colaborador pode ter sido infectado. Depois, é só disparar um comunicado para essas pessoas e orientar para que elas não comparecerem à escola por no mínimo 14 dias.

 

Do que eu preciso?

 

Para fazer o monitoramento da saúde dos alunos e colaboradores, a sua escola precisará utilizar agenda digital escolar. É necessário que ela contenha os recursos de:

 

  • Formulários
  • Enquetes
  • Comunicação Interna

 

A agenda digital que desenvolvemos aqui na ClipEscola, por exemplo, possui todos esses recursos. Temos inclusive um modelo pronto de formulário para a realização desse levantamento. 

 

Quando a escola for fazer o monitoramento da saúde dos alunos, efetuará o disparo do formulário ou enquete pela agenda digital da forma usual. Quando o monitoramento for destinado aos colaboradores, a escola deverá efetuar o disparo pelo módulo de Comunicação Interna.

 

Como você pode ver, é algo muito simples e praticável, e ajudará muito a escola a evitar o contágio por Coronavírus dentro de sua estrutura. Solicite mais informações por aqui.

 

Leia mais
– Volta às aulas presenciais: medidas de higiene e cuidados necessários
– Como a ClipEscola pode ajudar a sua instituição no retorno às aulas

 

Espero que as informações deste post ajudem a sua escola a fazer uma volta às aulas mais segura. Conte com a gente não apenas para o monitoramento da saúde dos alunos e colaboradores, mas também para tudo o que precisar!

 

CTA_Webinar_Reabertura das escolas

AUTOR:

Graziela Balardim

A autora é Jornalista, pós-graduada em Produção Multimídia e atua na ClipEscola como Conteudista de Marketing Digital.