Skip to content
Projeto Político-Pedagógico

COMPARTILHE

14 de fevereiro - 2020

O que é um projeto político-pedagógico e tudo o que você precisa saber para elaborá-lo

Tempo estimado de leitura: 6 minutos (1157 palavras, 6780 caracteres)

Está criando ou atualizando o projeto político-pedagógico (PPP) da sua escola e precisa de um norte para seguir? Conte com a gente! Aqui você entenderá tudo o que precisa sobre esse documento e verá todas as etapas necessárias para a criação do seu!

 

Vamos lá? Siga-me!

 

O que é um projeto político-pedagógico?

 

Projeto político-pedagógico (PPP) é um documento que tem o objetivo de guiar as ações das instituições de ensino. Nele ficam registradas as diretivas com as quais os gestores se comprometem, e que devem ser seguidas ao longo do ano letivo.

 

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) N° 9.394/96 determina que o projeto seja democrático, e que a elaboração dele tenha a participação dos profissionais da educação e da comunidade escolar.

 

Os três Ps do projeto dão conta dos pilares sobre os quais ele deve ser estruturado:

 

  • Projeto – propostas de ações a serem executadas durante um tempo determinado;

 

  • Político – direcionamento para a formação cidadã consciente dos alunos, a fim de torná-los críticos e responsáveis para que atuem na comunidade – tanto individual quanto coletivamente – transformando os rumos que ela irá seguir;

 

  • Pedagógico – indicação de atividades e projetos pertinentes ao processo de ensino e aprendizagem.

 


Como criar o projeto político-pedagógico

 

Pronto para a etapa “mão na massa”? Vamos agora desmembrar a ideia do projeto em tópicos, que são as partes essenciais que ele deve conter. Já abra um documento em branco no seu computador para fazermos juntos.

 

Identificação da escola

 

A primeira etapa do projeto político-pedagógico é uma apresentação da instituição de ensino. Algumas sugestões de dados que você pode informar são: nome, CNPJ, porte, localização, zona (rural, urbana, periferia), níveis de ensino que atende, histórico da escola, nome do diretor, do coordenador pedagógico e da entidade mantenedora. Bem simples né?

 

Missão

 

Aqui é o espaço para você descrever os princípios e valores da escola, que geralmente são retratados em uma frase. Ela costuma mostrar qual o propósito que se deseja alcançar com relação aos alunos, quais cidadãos a sua escola pretende entregar para a sociedade.

 

Clientela

 

Este é o momento de descrever a clientela que a sua instituição atende. Em geral esse público é constituído pela comunidade ao redor dela, mas há escolas que têm um raio de abrangência maior, então se esse for o seu caso, isso deve ser considerado.

 

Algumas informações relevantes para colocar aqui sobre a clientela da escola são: situação social, econômica e cultural; valores morais e religiosos; hábitos; profissão dos pais; entre outras informações que possam ajudar a compreender melhor o público. Esse “panorama” é essencial para o projeto, e é importante levá-lo em conta nas tomadas de decisão.

 

Dados sobre a aprendizagem

 

Aqui está uma parte que com certeza interessa aos pais, pois indica a qualidade de ensino oferecido. Alguns dados importantes para inserir são:

 

  • Número de alunos da escola (total e por nível de ensino)
  • Média de notas
  • Taxa de aprovação escolar
  • Taxa de aprovação no vestibular
  • Prêmios recebidos

 

Com base nesses indicadores a sua escola conseguirá identificar se é necessário rever estratégias para melhorar pontos que estão muito ruins. Isso poderá ser feito no último tópico do projeto, que é o plano de ação.

 

Recursos

 

A parte “recursos” não se refere a recursos financeiros, mas sim a recursos humanos, físicos e tecnológicos. Algumas perguntas que podem ser respondidas nesta etapa são:

 

 

Ter tudo isso mapeado ajudará a sua instituição a visualizar o cenário escolar como um todo, a entender se há um déficit de recursos em alguma área, a planejar as compras com mais eficiência e a saber aonde é possível reduzir custos.

 

Diretrizes pedagógicas

 

Aqui a escola define as bases que seguirá para o aprendizado. Algumas questões importantes a detalhar nesta etapa são: método de ensino e grade curricular para cada nível de aprendizado.

 

É necessário lembrar que as diretrizes precisam estar alinhadas com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O documento é uma referência obrigatória, porém dá liberdade para que as escolas estruturem as aulas, desde que contemplem as 10 competências descritas no texto da BNCC.

 

Plano de ação

 

Chegamos à última etapa do seu projeto político-pedagógico! Aqui você descreve as ações que serão realizadas para que a escola alcance os objetivos a que se propôs. Essas ações serão as amarras entre todas as etapas do projeto, e têm como finalidade fazer com que todo o planejamento “saia do papel”.

 

Finalizando

 

O projeto político-pedagógico é um instrumento de grande importância para as escolas, mas que muitas vezes acaba esquecido na gaveta. É essencial que as instituições busquem formas de trazê-lo para o dia a dia, para que possam perseguir as metas com as quais se comprometeram usando as estratégias que elas mesmas traçaram.

 

Outro ponto a destacar é que o documento não é estático, ele pode ser revisto e modificado com o tempo, conforme as alterações que aparecerem no cenário. Há informações que de qualquer forma precisarão ser atualizadas periodicamente para que não fiquem defasadas, como é o caso das que estão no tópico “dados sobre a aprendizagem”.

 

Lembre-se também de que o projeto político-pedagógico é um documento democrático, e que é importante que colaboradores e pais de alunos fiquem com uma cópia dele. Você pode fazer isso facilmente compartilhando o arquivo em PDF com toda a comunidade escolar pela agenda digital. Isso facilitará para que todos ajudem a mantê-lo vivo. 

 

Leia mais
– BNCC: entenda o que muda para a sua escola
– Planejamento 2020: aprenda a enfrentar a inadimplência com experts do mercado

 

Agora que você já está bem-informado, aposto se sente mais apto a criar o seu projeto político-pedagógico, não é? Sempre que precisar de informações do segmento escolar, consulte o nosso blog. Para ficar mais prático, salve-o nos seus favoritos 🙂

 

CTA - Planejamento Escolar 2020

AUTOR:

Graziela Balardim

A autora é Jornalista, pós-graduada em Produção Multimídia e atua na ClipEscola como Conteudista de Marketing Digital.