fbpx Skip to content
Edutainment

COMPARTILHE

27 de junho - 2022

Edutainment: entenda o que é o conceito e como aplicá-lo na sua escola

Tempo estimado de leitura: 9 minutos (1792 palavras, 10344 caracteres)

O termo não é novo. Porém, foi na pandemia que o Edutainment começou a se tornar uma tendência no Brasil. Ele deu as caras em produtos da indústria do entretenimento e encontrou também espaço nas escolas, que viram seu potencial para deixar o aprendizado mais interessante e aumentar a fixação dos conteúdos. Se você ainda não conhece esse conceito, embarque na leitura e descubra tudo sobre ele!

 

Bora?

 

O que é Edutainment?

 

Edutainment é um termo criado com a junção das palavras Education (Educação) e Entertainment (Entretenimento). Trata-se de uma forma de ensinar usando a diversão como um canal para deixar o aprendizado leve e prazeroso. Assim, enquanto se diverte, o estudante aprende sem perceber.

 

A estratégia pode ser usada com alunos de qualquer idade. O objetivo é fazer com que eles se interessem pelos conteúdos e fixem bem as informações, em vez de apenas decorá-las para as provas. Dessa forma, o desempenho deles melhora naturalmente, sem aquele peso do estudo por obrigação.

 

Quais são os princípios do Edutainment?

 

Para você saber se determinado material ou formato de aula se encaixa no conceito de Edutainment, basta conferir se ele segue estes princípios:

 

  • Envolvimento

 

Embora existam conteúdos passivos de Edutainment, via de regra, a prática deve buscar o envolvimento do aluno de maneira ativa. O ideal é que o estudante não apenas absorva informações, mas também tenha participação nas atividades, seja uma parte protagonista desse processo.

 

  • Imersão

 

O Edutainment costuma resultar em uma experiência de imersão, deixando os alunos tão envolvidos com os conteúdos e práticas que eles nem sentem o tempo passar ou a vontade de parar. É um mergulho, uma concentração total.

 

  • Interação

 

A troca de experiências dos alunos entre si e com os professores é um dos princípios do Edutainment. Essas interações enriquecem o aprendizado, ajudam a tornar a experiência épica e, dessa forma, contribuem para a criação de memórias emocionais, que são mais difíceis de esquecer.

 

  • Diversão

 

A diversão é o ingrediente fundamental do Edutainment. É ela que torna tudo mais leve, prazeroso e ajuda o conteúdo a fluir de maneira natural, sem que ninguém nem se dê conta. O aluno está se divertindo, e o aprendizado está ali, permeando tudo e permanecendo como resultado final. 

 

 

Quais são as vantagens do Edutainment no ensino?

 

Antes de aplicar qualquer conceito novo em sala de aula, é claro que você irá querer saber sobre as vantagens dele, não é mesmo? Então, vamos a elas:

 

  • Interesse pelos conteúdos

 

A primeira vantagem do Edutainment é o potencial que essa forma de ensino tem de despertar o interesse dos alunos pelos conteúdos. Até aqueles estudantes que costumam ser os “bagunceiros da turma” se interessam pelos materiais e práticas realizadas nesse formato, pois para eles é diversão, e não obrigação.

 

Você viu que essa vantagem não é nada desprezível, né? Afinal, quem é professor sabe o trabalho que é prender a atenção de uma turma em um conteúdo, especialmente se for algo mais complexo. O entretenimento quebra muitas barreiras e tira dos assuntos aquela cara de “bicho de sete cabeças”. Vai dizer que não é bem melhor aprender assim?

 

  • Fixação dos conceitos

 

A fixação de memórias requer atenção. Porém, quando o professor está falando e o aluno está parado ouvindo, não significa que a atenção está presente. É normal que a mente divague, mesmo sem querer, principalmente se estiver em contato com um assunto que não despertou seu interesse.

 

No Edutainment, a atenção está presente. Afinal, para a criança/adolescente, trata-se de um jogo, uma brincadeira, um desafio, um momento divertido no qual ela participa ativamente. O conteúdo é um elemento que está em meio a isso, atuando como um objeto de curiosidade e/ou de disputa. Ali, a atenção é fisgada sem que se perceba ou que se faça esforço. Com ela, vem a fixação dos conceitos trabalhados.

 

  • Redução da evasão escolar

 

Há algumas razões que levam à evasão escolar. O desinteresse pela escola está entre eles, e ocupa um lugar nada desprezível. Em 2009, por exemplo, a falta de interesse era a responsável por 40,3% das evasões, conforme pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, liderando com folga o ranking dos motivos.

 

Você percebe como o Edutainment pode ter um papel importante em cenários assim, nos quais a falta de interesse é tão grande que leva à evasão? Nesse conceito de ensino, os estudantes se envolvem com o aprendizado de uma maneira que se confunde com lazer. Para eles, não é chato, não é obrigação, é diversão, mesmo que seja uma diversão educativa. Então, deixar a escola pelo motivo “interesse” seria muito mais difícil com o uso dessa prática.

 

Como aplicar Edutainment em sala de aula?

 

Vamos ver como colocar o Edutainment em prática dentro da sala de aula? Confira algumas maneiras:

 

  • Quiz

 

Uma forma de aplicar o Edutainment em sala de aula é a criação de quizzes com determinados conteúdos didáticos. A turma pode ser dividida em grupos. Eles então estudam o assunto que será alvo do quiz previamente e depois inicia-se uma competição de conhecimentos!

 

O professor conduz o quiz e faz as perguntas. O grupo que levantar a mão primeiro tem o direito de responder, escolhendo um de seus membros para dar a resposta. Respostas positivas ganham pontos, e o grupo que acumular mais pontos até o final será o vencedor. O quiz pode durar uma aula ou até várias delas, como um campeonato, conforme o que o professor achar que faz mais sentido para o conteúdo abordado.

 

  • Paródias

 

Paródias são ótimos instrumentos para a aplicação do Edutainment. Nessa dinâmica, o professor pode dividir a turma em grupos, escolher um conteúdo para ser abordado nas paródias, dividi-lo em tópicos e passar cada tópico para um grupo. Cada um então escolhe uma música, tira a letra original e trabalha com o assunto do tópico para substituir a letra.

 

O ideal é que os grupos possam se reunir fora do horário da aula para elaborar bem essa construção. Assim, podem ficar todo o tempo que for necessário em cima disso, trocando ideias entre eles e construindo a letra sem pressa. Depois, o trabalho é apresentado para a turma. Dessa forma, os alunos aprendem fazendo (a sua própria paródia) e assistindo às apresentações dos colegas.

 

  • Storytelling

 

O storytelling é uma outra maneira de aplicar Edutainment em sala de aula. Para que os princípios do envolvimento e da interação estejam bem presentes, o ideal é que os próprios alunos construam as narrativas e as apresentem à turma. Assim, aprenderão fazendo e vendo os colegas.

 

Para isso, o professor pode dividir a turma em grupos e passar a cada um deles um determinado conteúdo didático que deve ser abordado na forma de storytelling. Os alunos então se reúnem presencialmente ou online, constroem as narrativas e as apresentam. Nessa apresentação, os grupos podem se valer dos elementos que julgarem necessários, tais como: caracterização de personagem, encenação, criação de cenário, uso de recursos sonoros, iluminação etc.

 

  • Gamificação

 

A gamificação também pode ser um instrumento de Entertainment. O quiz, do primeiro tópico, se encaixa em gamificação, mas há outras maneiras também. Uma delas, por exemplo, é transformar a sala de aula em um enorme tabuleiro. Os alunos podem jogar o jogo em duplas ou grupos, e o tema dele é algum conteúdo didático.

 

As duplas/grupos podem jogar dados, e o número que der corresponde às casas que suas peças devem andar. Em cada casa há uma pergunta relativa ao tema. Se a equipe acertar, a peça pode continuar na casa em que está, e se errar, precisa recuar. É possível inserir cartas-bônus em algumas casas, castigos etc. A equipe que conseguir chegar até o final do jogo primeiro é a vencedora.

 

Como a ClipEscola pode ajudar com a aplicação do Edutainment?

 

Quando falamos em Edutainment, falamos tanto de materiais quanto de práticas para a aplicação do ensino com base no entretenimento. Falamos também dos princípios do conceito, que incluem a interação. Então, faz todo o sentido pensarmos no uso de plataforma com Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA).

 

Com AVA, os professores podem disponibilizar materiais para as práticas de Edutainment aos alunos dentro da plataforma, de forma bem organizada, com categorias para cada matéria. Por lá os estudantes podem também realizar todas as interações necessárias para os trabalhos em grupo. A plataforma pode, inclusive, ser usada em sala de aula, em dinâmicas que requeiram, por exemplo, a formação de estações. Nós da Clip podemos te ajudar com isso! 

 

Nossa Plataforma de Transformação Digital M3I possui um super completo Ambiente Virtual de Aprendizagem. Por lá a escola consegue criar diretórios de conteúdos para cada disciplina e série, e disponibilizar materiais em diversos formatos aos alunos. Como tudo fica armazenado em nuvem, não há a preocupação com o peso dos arquivos. A plataforma permite também o envio de trabalhos feitos pelos estudantes, inclusive com o acompanhamento do status da entrega.

 

A interação entre os alunos para tirar dúvidas ou para a realização dos trabalhos em grupo é feita por meio de fóruns ou de grupos monitorados só de estudantes. Eles também podem tirar dúvidas com o professor por meio da agenda de recados. Confira todas as possibilidades do nosso AVA neste infográfico.

 


Leia mais
– Storytelling: o que é e como usá-lo para criar uma experiência envolvente
– Saiba como organizar os materiais no diretório de conteúdos ClipEscola

 

Curtiu o conceito de Edutainment? Agora está nas suas mãos aplicá-lo e mostrar aos alunos que aprender pode ser divertido. Conte com a Clip para te ajudar com toda a parte tecnológica necessária!

 

CTA - Infográfico - Sala de Aula Virtual ClipEscola

AUTOR:

Graziela Balardim

A autora é Jornalista, pós-graduada em Produção Multimídia e atua na ClipEscola como Conteudista de Marketing Digital.