facebook Atendimento por email Agende uma visita Ligue Agora Atendimento online Atendimento Online 2 Whatsapp whatsapp 2 corretor

História da educação: um olhar sobre a evolução do ensino ao longo do tempo

18 de abril de 2019 | sem comentário | Categoria(s): Educação

Tempo estimado de leitura: 6 minutos (1244 palavras, 7091 caracteres)

Quando atuamos em uma área à qual somos apaixonados, sempre queremos absorver tudo sobre ela, inclusive as informações sobre o surgimento e as raízes mais remotas. Para você que também é do segmento educacional, imagino que a história da educação seja algo fascinante! Você provavelmente estudou-a na faculdade, mas isso já deve fazer algum tempo, não é? Então, para que você possa rememorá-la, resolvemos te presentear com um post sobre o assunto. Espero que goste!

 

Vamos começar a nossa jornada? Ela se inicia em uma época tão distante que se mistura com a própria história humana. Então se prepare para entrar no túnel do tempo em 5, 4, 3, 2…

 

Pré-história

 

Em algum momento da história o ser humano percebeu que poderia transmitir conhecimento a outro ser humano. Quando exatamente isso aconteceu é algo que não se pode determinar com exatidão, mas foi em algum período entre os primórdios da humanidade. A história da educação teria assim começado de uma maneira intuitiva e natural, com as crianças aprendendo com os mais velhos por meio da observação, da mesma forma como fazem os animais.

 

O aprendizado nessa época era concentrado nas necessidades do momento. Na pré-história, essas necessidades se focavam em atividades de sobrevivência, como a caça e a pesca, por exemplo. Se aprendia observando e fazendo, e o aprendizado era para todos.

 

Grécia e Roma antigas

 

O surgimento da propriedade privada mudou as relações entre os homens, e começaram a aparecer as classes sociais e a escravidão. Na Grécia e na Roma antigas os homens livres dispunham de muito tempo ocioso, e com o objetivo de ocupá-lo, cria-se uma instituição que conhecemos até hoje: a escola.

 

Lá os cidadãos adquiriam conhecimentos condizentes com os interesses da sociedade em que viviam. Eram ensinados conteúdos como oratória, retórica, filosofia, artes e literatura. O aprendizado ajudava os estudantes a se prepararem para a vida política, que era o grande mote das sociedades greco-romanas.

 

Para os escravos, porém, o aprendizado continuava ocorrendo de maneira informal. A escola nesse período não era para todos.

 


Idade Média

 

Como você já deve ter percebido, as tendências educacionais costumam caminhar junto com o momento histórico pelo qual a sociedade está passando, e na Idade Média não era diferente.

 

Se a vida política ditava a concepção de sociedade na Grécia e na  Roma antigas, na Idade Média esse papel fica com a religião. A escola deixa de ser focada no ensino de habilidades políticas e passa a ter forte influência da Igreja Católica. Entre os conteúdos que eram ministrados estavam latim e ensino religioso.

 

Se você acha que o ensino nessa época ficou democrático, engana-se. No período medieval a escola continua sendo para poucos. Enquanto as camadas mais altas da sociedade têm acesso à escola, grande parte da população é analfabeta.

 

Modernidade

 

Iluminismo / Revolução Francesa

 

O movimento iluminista, que sacudiu a Europa no Séc. XVIII, combatia o teocentrismo e defendia que o homem deveria ser senhor de si mesmo e tomar decisões com base na razão.

 

O Iluminismo tinha como lema “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”, e serviu de forte inspiração para a Revolução Francesa (1789-1799). Esta, por sua vez, culminou na aprovação da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, feita pela França. Nas décadas seguintes essa declaração influenciaria publicações similares em outros países da Europa e da América Latina.

 

Com direitos civis, as pessoas de diversas camadas da sociedade ganham status de cidadãs e passam a ter acesso à escola. O conhecimento começa então a se democratizar.

 

Revolução Industrial

 

Um outro fator que favoreceu a expansão da educação foi a Revolução Industrial (1820 – 1840). Ela é marcada pela mudança da produção artesanal para a de máquina. Como as fábricas precisavam de mão de obra qualificada, ampliar a oferta de escolas para as classes mais baixas ia de encontro a essa necessidade.

 

A configuração mais tradicional de sala de aula que conhecemos hoje, com alunos enfileirados uns atrás dos outros, é um resquício dessa época, quando o formato de fábrica passou a ser replicado pelas instituições.

 

Era da Informação

 

A Era da Informação – também chamada de Era Tecnológica ou Era Digital – é o período pós-era industrial marcado pelos avanços tecnológicos que começaram a transformar a sociedade a partir da década de 1980.

 

Como em todos os momentos da história, os reflexos do que a sociedade vivia chegaram nas escolas, e a tecnologia começou a transformar a educação. Instituições de ensino passaram gradualmente a adotar laboratórios de informática, a internet tornou o acesso ao conhecimento mais rápido do que as bibliotecas permitiam e a modalidade de EaD avançou e se expandiu.

 

Pós-modernidade

 

Indústria 4.0 / 4ª Revolução Industrial / Educação 4.0

 

A Educação 4.0 é o reflexo nas escolas da Indústria 4.0 ou 4ª Revolução Industrial. O momento – que é este que vivenciamos atualmente – se caracteriza pela alta tecnologia que o setor industrial emprega para a automação de processos e o surgimento de conceitos como computação em nuvem e internet das coisas.

 

A Educação 4.0 traz essa realidade para dentro das escolas, passando a focar o processo de ensino e aprendizagem em habilidades requeridas pelo mercado dos dias atuais – entre elas empreendedorismo, matemática, lógica e conhecimentos digitais.

 

Métodos de ensino que valorizam o plano virtual, a experimentação, a prática, a colaboração e a interdisciplinaridade ganham destaque. O formato de sala de aula começa a ser revisto, e muitos modelos são configurados para que o aluno saia do papel de observador e passe a ter função colaborativa ou até protagonista dentro do próprio ensino.

 

Os processos dentro das escolas também mudam, e diversas tarefas começam a ser gerenciadas pela tecnologia. Recursos digitais passam a ser usados desde o momento em que o aluno entra na escola e atravessa a catraca eletrônica, até o instante em que a instituição se comunica com os pais dele por aplicativo instalado no celular. Toda a gestão é feita digitalmente, os processos são integrados uns aos outros e até as mensalidades são pagas pelos responsáveis em poucos cliques.

 

Você viu quanta mudança da pré-história até aqui? Que salto hein?

 

Leia mais
– Desvende a Educação 4.0 e saiba como preparar sua escola para ela
– Educação no século XXI: o desafio de ensinar em meio ao excesso de informação

 

Como você viu, a história da educação remonta a história da humanidade. Evoluímos muito durante a jornada, não acha? E a sua escola, está aderente ao momento atual ou parou no tempo?

 

Infográfico - Como melhorar o fluxo de comunicação na sua escola com o ClipEscola

 

A autora é Jornalista, pós-graduada em Produção Multimídia e atua na ClipEscola como Conteudista de Marketing Digital.


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of