facebook Atendimento por email Agende uma visita Ligue Agora Atendimento online Atendimento Online 2 Whatsapp whatsapp 2 corretor

5 tendências escolares para 2019 que não podem ficar de fora do seu radar

7 de dezembro de 2018 | sem comentário | Categoria(s): Tendências

Tempo estimado de leitura: 6 minutos (1196 palavras, 6989 caracteres)

A contagem regressiva já começou! 2019 vem aí e promete ser um ano de grandes avanços para as escolas, tanto na parte educacional quanto na comunicação escolar e na forma como as instituições de ensino se organizam internamente. E é claro que profissionais mais antenados como você já estão com o radar ligado para captar as grandes tendências escolares, não é mesmo?

 

Hoje então é o seu dia de sorte! Neste post você vai encontrar alguns “spoilers” do próximo ano :D. Vamos lá?

1. Transformação digital

 

Aposto que essa palavra já chegou em algum momento aos seus ouvidos. Tem-se falado muito nela, e se você ainda não adivinhou o motivo, eu vou te contar: “transformação digital” será a bola da vez nas escolas em 2019.

 

Agora me diz (nos comentários ao final do post), qual foi a sua reação imediata ao ler essa informação?

 

a)

tendências escolares

ou

 

b)

tendências escolares 2

 

Sendo a ou b, o fato é que a transformação digital inevitavelmente chegará até você!

 

Cá para nós, já era previsível não era? Afinal, em 2018 a tecnologia entrou pela porta da frente em grande parte das escolas e trouxe diversas mudanças, tanto no ensino quanto nas rotinas internas e na comunicação das instituições.

 

E se o que está passando pela sua cabeça é:

 

“Sim, mas o que ainda falta inventar”?

 

Te digo: muita coisa! Tudo o que você viu até hoje não é nem a ponta do iceberg. A verdadeira transformação digital vai começar agora! E sabe do que mais? Depois de experimentá-la, você não conseguirá mais viver sem ela.

 

Em 2019 as escolas voltarão os olhos para a Inteligência Artificial (IA), tanto na aplicação de conteúdos inteligentes e personalizados aos alunos quanto nas interações por chatbot entre escola, pais e público externo.

 

E para o público interno também há grandes novidades: a comunicação 360°. Ela vem para trazer às rotinas escolares uma agilidade sem precedentes. As interações intersetoriais poderão ser feitas de forma totalmente digital, vinculando os fluxos de trabalho das equipes da escola, aumentando o rendimento e eliminando retrabalho.

 

As matrículas escolares também se beneficiarão da transformação digital, e já poderão ser feitas totalmente por aplicativo, sem a necessidade de os pais irem fisicamente até a instituição de ensino.

 

Como você deve ter percebido, se as escolas já estavam com um pé no mundo cibernético em 2018, em 2019 elas entrarão nele com os dois. Tanto o ensino quanto a comunicação e as rotinas escolares vivenciarão uma experiência digital mais ampla e avançada, na qual as palavras de ordem são: qualidade, praticidade e agilidade.

 


 

2. Modelo STEM

 

Você já ouviu falar em STEM? É a sigla para quatro áreas do conhecimento: Science (Ciências), Technology (Tecnologia), Engineering (Engenharia) e Mathematics (Matemática). O modelo STEM traz a proposta de aprendizado interdisciplinar entre essas áreas, direcionando o foco dos estudos para aplicações práticas.

 

O objetivo é preparar os estudantes para as reais necessidades do mercado, desenvolvendo neles as capacidades requeridas no século XXI, que têm como base a inovação.

 

E como você já deve ter adivinhado, o modelo STEM, que já vem ganhando força nos EUA, está vindo para o Brasil com tudo, e é uma das tendências escolares para 2019.

 

3. Disciplina de programação

 

Bebendo da mesma fonte da ideia acima, a inclusão da disciplina de programação na grade curricular de ensino está entre as tendências escolares que visam atender a uma demanda crescente do mercado.

 

Para se ter uma ideia da disparidade que existe entre profissionais qualificados x vagas abertas, um estudo realizado pela The Network Skills in Latin America dá conta de que até o fim desta década haverá um déficit de 449 mil profissionais para trabalhar nas áreas de TI e Telecomunicações na América Latina.

 

Se a necessidade já pode ser enxergada quando olhamos para os próximos anos, não é difícil imaginar o quanto ela se ampliará nas próximas décadas, ainda mais levando-se em conta que novas profissões estão surgindo, e quase todas elas estão ligadas à tecnologia.

 

Por isso, há escolas que já estão se antecipando e inserindo a programação entre as disciplinas obrigatórias, e outras a disponibilizam como atividade extracurricular. A tendência é que no próximo ano mais e mais instituições abram os olhos a essa realidade e se movimentem para preparar os alunos para o que eles encontrarão no mundo real, deixando o ensino direcionado a profissões obsoletas no passado.

 

4. Storytelling

 

O recurso de storytelling, já muito usado no universo corporativo, será uma das tendências escolares para o próximo ano, ganhando espaço nas salas de aula e principalmente no Ensino à Distância (EaD).

 

Storytelling é uma narrativa, real ou fictícia, que tem o objetivo de passar uma mensagem. Nela, o protagonista deve ser capaz de criar um sentimento de identificação com o público a que se destina. A história tem um começo, uma situação de conflito e um desfecho, que evoca o ensinamento que se deseja transmitir.

 

Para agregar à narrativa, recursos multimídia como vídeos, imagens, textos, trilhas sonoras e infográficos são frequentemente empregados, já que ajudam a captar a atenção do espectador.

 

Como estamos em uma época em que a escola está se reinventando, buscando formas de instigar no aluno a sede pelo conhecimento, essa tendência do storytelling na educação é mais do que justificável, e promete trazer mais dinamismo às aulas. Então, já vá pensando em conteúdos didáticos na forma de storytelling, por que ele vem aí!

 

5. Ensino híbrido

 

Outra das tendências escolares que deve “dar uma sacudida” na educação em 2019 é o ensino híbrido. O formato, que já é experimentado por algumas instituições de ensino, tem chamado muito a atenção de profissionais do meio e deve ganhar força no próximo ano. Ele reúne modelos sustentados e disruptivos de aprendizagem e tem como mote principal a mescla entre o online e o offline no ensino.

 

O formato lança um novo olhar sobre o espaço de aprendizagem, permitindo novas disposições, mais circulação do aluno pelos ambientes e até a virtualização dos locais. A tecnologia está presente em todos os modelos, aprimorando as possibilidades do ensino e trazendo mais autonomia e responsabilidade aos estudantes.

 

Leia mais
– Educação no século XXI: o desafio de ensinar em meio ao excesso de informação
– Os quatro pilares da educação e o papel da tecnologia

 

Gostou das tendências escolares para 2019? Qual é a que te deixou mais na expectativa? Comente aqui!

 

Infográfico ClipPag

 

A autora é Jornalista, pós-graduada em Produção Multimídia e atua na ClipEscola como Conteudista de Marketing Digital.


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of