Skip to content
Agenda escolar

COMPARTILHE

10 de fevereiro - 2020

Agenda escolar: compare a de papel com a digital e descubra qual é a melhor opção para a sua escola!

Tempo estimado de leitura: 7 minutos (1328 palavras, 7681 caracteres)

Quando se fala em comunicação entre pais e instituição de ensino, a agenda escolar figura como protagonista. Antigamente ela só existia de maneira física, mas hoje os tempos são outros, e diversas escolas já aderiram ao formato digital. Você sabe quais são as principais diferenças entre essas duas opções? Sabe qual traz melhores resultados para a sua escola?

 

É exatamente sobre isso que falaremos hoje! Listamos alguns critérios que são importantes para as instituições quando se trata de comunicação e fizemos um comparativo da agenda escolar de papel e da digital com relação a eles. Vamos conferir?

 

Efetividade na entrega das informações

 

Agenda escolar de papel

 

A entrega das informações funciona assim: os professores anotam os recados na agenda escolar e o aluno a guarda na mochila. No final do dia, alguns pais pedem ao filho para ver se há recados dos professores, mas a grande maioria nem lembra disso. No dia seguinte, o educador passa por cada aluno para conferir a agenda, e descobre que quase nenhum pai leu o que estava escrito.

 

Como é possível notar, a agenda escolar de papel tem baixa efetividade quando se trata de entrega de informações. Os pais simplesmente não tomam ciência do que a escola está querendo comunicar. Assim, existe uma enorme dificuldade para solicitações, autorizações ou mesmo informes sobre ocorrências em sala.

 

Agenda escolar digital

 

A entrega das informações ocorre da seguinte forma: os professores digitam um recado e disparam para todos os pais da turma em segundos, ou para pais específicos, no caso de informações individualizadas. Os responsáveis recebem o comunicado na agenda escolar digital do celular e na mesma hora o professor já consegue saber quem visualizou ou não e até obter o percentual de visualizações total da turma. 

 

A efetividade na entrega das informações é incomparável. Como o celular é um recurso que está nas mãos das pessoas praticamente o tempo todo, não há como os pais não verem a notificação da agenda escolar digital. É muito prático para eles. E se por acaso algum não instalar o app no celular, ele receberá automaticamente o recado por e-mail.

 

Controle da escola sobre os dados trocados

 

Agenda escolar de papel

 

Os gestores não têm controle sobre as informações que são trocadas entre pais e professores pela agenda. Se houver erros de português ou mesmo mensagens desalinhadas da política da escola, os gestores não ficarão sabendo. Como é a imagem da instituição que está em jogo, isso pode ser realmente preocupante. 

 

Já aconteceram casos de professores escreverem recados inadequados a pais e esses tirarem foto da agenda e postarem nas redes sociais. Em situações assim, o gestor só toma conhecimento do acontecido quando ele já virou público e já houve prejuízo de imagem.

 

Agenda escolar digital

 

Controle não é problema quando o assunto é agenda digital. Os gestores conseguem monitorar qualquer informação trocada dentro do aplicativo. É possível até habilitar uma opção para permitir que os coordenadores revisem os recados antes que eles cheguem aos pais.

 

Com toda essa segurança, o risco de eventuais situações desagradáveis é extremamente minimizado. A chance de que algum erro de português ocorra também é bem menor, já que os coordenadores podem revisar o conteúdo. E como se trata de uma escola, essa não é uma questão desprezível, pois erros assim colocariam em xeque a qualidade do ensino oferecido pela instituição.

 


Custos da agenda escolar

 

Agenda escolar de papel

 

Está aí uma opção bem cara para a instituição de ensino. Quando as escolas se comunicam com os pais por agenda escolar de papel, elas acabam gastando com:

 

  • As agendas em si
  • Resmas de folha
  • Toners de tinta
  • Cola 
  • Grampos
  • Clips
  • Impressora (aparelho e manutenção)
  • Tesouras
  • Grampeadores

 

Pode não parecer muito, mas é! Somando todos esses gastos mensais e multiplicando pelo número de meses do ano, a quantia não é nada desprezível. E se pensarmos no custo/benefício, a agenda escolar de papel parece ainda mais cara, não é?

 

Agenda escolar digital

 

Com a agenda escolar digital o uso de recursos físicos é reduzido em 99%, o que gera uma grande economia para a escola. O único custo dessa opção é a mensalidade que a instituição paga pelo uso do app, o que é um valor irrisório se comparado ao da agenda de papel. É portanto a alternativa mais econômica para a escola.

 

Tempo gasto com a comunicação escolar

 

Agenda escolar de papel

 

A comunicação escolar, quando ocorre por essa opção, é mais ou menos assim: o professor passa de aluno em aluno anotando recados na agenda ou colando-os. Para fazer a conferência, é necessário que ele vá até cada estudante novamente. Estima-se que em uma turma de 30 alunos esse trabalho consuma um tempo produtivo de 27 horas por mês. Já pensou quanto conteúdo didático poderia ser ensinado aos alunos durante esse tempo?

 

Agenda escolar digital

 

Segundos é o tempo que leva para professores dispararem um recado massivamente para todos os pais da turma. A confirmação de leitura é automática, e nenhum dos responsáveis consegue desabilitar essa opção. Caso os pais enviem um recado ao professor, a escola consegue programar em qual momento ocorrerá a resposta, então os pais já saberão que ela não será imediata, como em conversas instantâneas. Assim, o tempo gasto pelo professor com a comunicação escolar é extremamente baixo.

 

Sustentabilidade

 

Agenda escolar de papel

 

Essa é uma opção nada sustentável. O meio ambiente paga um alto preço pelo uso de agendas escolares de papel nas instituições de ensino. O problema começa com as árvores que são derrubadas para a extração de papel e termina com o descarte das agendas no final do ano, que muitas vezes não são enviadas para a reciclagem pelos alunos.

 

Além do papel em si, as agendas muitas vezes têm capa e espiral de plástico, material que demora até 200 anos para se decompor. Quando vai parar em rios e lagos, o prejuízo ambiental é ainda maior. Muitas espécies marinhas comem esses resíduos, o que é nocivo a elas e frequentemente fatal. Então, pensando pelo ponto de vista do desenvolvimento sustentável, esse tipo de agenda escolar é a opção mais danosa que a instituição pode fazer.

 

Agenda escolar digital

 

Essa é uma opção extremamente sustentável. Elimina totalmente a necessidade de papel para a comunicação escolar. Ano após ano a mesma agenda escolar digital é utilizada, cenário bem diferente de quando se usa a de papel, que é uma nova por aluno a cada ano. 

 

A solução atua de forma benéfica ao meio ambiente nas duas pontas. Se em uma ela impede que árvores sejam derrubadas para a confecção do material, na outra ela elimina a necessidade de descarte. Portanto, se a escola se preocupa em passar um bom exemplo de consciência ambiental aos estudantes, com certeza a agenda escolar digital é a opção correta.

 

Leia mais
– Agenda Digital: tudo o que você precisa saber para transformar a comunicação escolar
– Quais são os recursos necessários para a adesão à agenda digital

 

Descobriu qual é a melhor opção para a sua escola? Agenda escolar digital ou de papel? Se você escolheu a que eu acho que você escolheu, conheça a mais completa do mercado aqui.

 

Infografía - Caderneta Física x Aplicação de Comunicação

AUTOR:

Graziela Balardim

A autora é Jornalista, pós-graduada em Produção Multimídia e atua na ClipEscola como Conteudista de Marketing Digital.