facebook Atendimento por email Agende uma visita Ligue Agora Atendimento online Atendimento Online 2 Whatsapp whatsapp 2 corretor

Rematrícula: a sua faculdade está preparada para fidelizar os alunos que já tem?

4 de junho de 2018 | sem comentário | Categoria(s): Gestão Escolar

Tempo estimado de leitura: 6 minutos (1250 palavras, 7095 caracteres)

Em cursos universitários, geralmente a dinâmica é assim: a turma começa cheia e, com o passar dos semestres, vai se esvaziando. Quando chega a formatura, restam poucos sobreviventes. Embora seja relativamente comum que, entre uma fase e outra, o aluno abandone a faculdade, a instituição pode buscar formas de amenizar isso, fidelizando alunos e aumentando o índice de rematrícula.

 

Afinal, nem sempre o aluno sai da faculdade porque não gosta do curso escolhido. Muitas vezes, a falta de satisfação com a instituição de ensino é que é o problema. Nesses casos, o aluno geralmente continua o curso, mas em outra faculdade.

 

Há formas de reverter cenários assim. Para a instituição, essa tentativa é muito válida, já que o custo de aquisição de um novo aluno é maior do que a fidelização de um antigo, e o tempo gasto para isso também.

 

Veja algumas formas de aumentar a satisfação dos alunos da sua faculdade, fidelizando-os e aumentando a quantidade de rematrícula.

 

Pesquisa de satisfação

 

Se estamos falando da satisfação dos alunos, o primeiro passo é a pesquisa de satisfação. Levante todos os pontos que possam estar gerando insatisfação e coloque-os na pesquisa. Não é o momento de ter medo de críticas, então não bote no questionário apenas perguntas para as quais você sabe que a resposta será positiva. Essa é a oportunidade para descobrir os problemas, para depois poder “arrumar a casa”.

 

É importante que o canal utilizado para essa pesquisa seja eficiente. Do contrário, os esforços para a elaboração das perguntas seria infrutífero. É fundamental também que o meio usado permita a apuração dos resultados de forma ágil.

 

Pesquisas impressas não são a melhor opção, pois a mensuração de resultados fica manual e pode ser falha. E-mails também não são boas ferramentas, pois um estudante universitário, muitas vezes, já tem a caixa de entrada cheia, por conta dos trabalhos das diversas disciplinas, então a pesquisa não teria uma grande adesão.

 

Uma alternativa mais eficiente seria o envio pelo celular, já que assim o questionário não se misturaria com os trabalhos da faculdade e estaria ao alcance do estudante a qualquer momento. Já existe uma ferramenta desenvolvida para isso, que é utilizada tanto por escolas quanto por faculdades.

 

Já tendo as perguntas para o questionário e um canal eficaz para a veiculação da pesquisa, é hora de aplicá-la. Essa consulta aos estudantes não deve ser feita “uma vez na vida e outra na morte”. Para que ela realmente seja usada para o diagnóstico de possíveis problemas da instituição, deve ocorrer com uma certa periodicidade.

 

Entre uma pesquisa e outra, é importante que haja um esforço da faculdade para a resolução dos problemas encontrados. Afinal, de nada vale que as falhas sejam descobertas se nenhuma atitude for tomada para solucioná-las.

 

Tenha diferenciais competitivos

 

O que a sua instituição de ensino tem que as outras não têm? Novas possibilidades surgem a todo o instante, e os jovens estão atentos a elas. O fato de a sua faculdade ter conquistado um estudante em um momento inicial não garante que outra não vá tirá-lo de você.

 

Então, para que a sua instituição obtenha a rematrícula dos estudantes, um bom caminho é seguir sempre inovando. Fique atento ao mercado, às novas tendências na educação e na comunicação com o público, faça os alunos perceberem que a sua faculdade está antenada com as possibilidades que o século XXI oferece.

 

Uma faculdade que parece antiquada, com pouco ou nenhum uso de recursos modernos para o ensino e para a própria comunicação com os alunos, pode não se encaixar mais com o que eles buscam.

 

Os jovens hoje respiram tecnologia. Ela está presente em tudo, desde o momento em que eles precisam se deslocar para algum lugar e usam o aplicativo Uber, até a hora em que estão com fome e pedem uma comida pelo iFood em qualquer lugar em que estiverem. As compras deles também já são feitas online, os livros são lidos no Kindle, e por aí vai.

 

A aposta na modernização de uma faculdade, inserindo novos recursos tecnológicos em diversos setores, com certeza é uma estratégia certeira. Os universitários querem sentir que a instituição de ensino em que estão fala a língua deles, e que é capaz de prepará-los para um mercado em constante evolução.

 


 

Faça uma campanha interna

 

É normal que as faculdades realizem investimentos consideráveis em campanhas para a captação de novos alunos. Isso é algo realmente importante, mas uma campanha de rematrícula também é, e custa muito menos.

 

Como o estudante já está na instituição, essa campanha não precisa envolver anúncios televisivos, outdoors, banners em sites, entre outros recursos usados nas ações que têm como foco a matrícula de novos alunos.

 

A faculdade pode usar canais internos de comunicação com os estudantes para realizar essa campanha. É claro que um banner impresso colado no mural do corredor dificilmente fará alguma diferença na decisão de rematrícula de um aluno. Os e-mails também não são o canal mais atrativo para um público composto, em sua maioria, por jovens.

 

Como citamos no tópico anterior, os aplicativos são a bola da vez. Então por que não usar  o recurso de app para a comunicação com os universitários, realizando a campanha de rematrícula por lá?

 

As ações certamente chegariam ao público-alvo, que está sempre com o celular na mão e aprecia muito esse tipo de canal.

 

Valorize os alunos que já possui

 

Na sua campanha de rematrícula, você pode explorar diversas táticas de marketing, como promoções, facilidades para rematrícula antecipada, estratégias para engajamento, entre outras. Mas um ponto importante é o cuidado para que o aluno antigo não sinta que ele tem menos vantagens do que um novo.

 

Muitas empresas oferecem benefícios financeiros e facilidades para novos clientes, e não estendem a vantagem para os antigos. Ou seja, não valorizam o cliente que já têm, e não buscam fidelizá-lo.

 

Não deixe que o seu aluno tenha esse sentimento em relação à sua faculdade. Os benefícios que oferecer em sua campanha de matrícula, disponibilize também na de rematrícula. O interessante seria incluir até mais benefícios na última.

 

Dessa forma, a sua instituição de ensino conseguiria mostrar para os alunos veteranos que eles são importantes e que a fidelidade deles é reconhecida. Assim, você correria até o risco de criar defensores da marca, um ativo inestimável para uma empresa.

 

Leia mais
– Como otimizar campanhas para rematrículas
– 10 livros sobre tecnologia no ensino que vão abrir a sua mente

 

O que a sua faculdade faz hoje para reter alunos e aumentar o índice de rematrícula? Comente aqui!

 

CTA_eBook_apresentacao-1

 

A autora é Jornalista, pós-graduada em Produção Multimídia e atua na ClipEscola como Conteudista de Marketing Digital.


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of