Diretor Escolar

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn

Diretor escolar: missão, funções e desafios

Sumário

Se você está “sentindo o chamado” para ser diretor escolar, prepare-se para grandes poderes e grandes responsabilidades. A instituição de ensino será o reflexo da sua gestão, por isso, é crucial buscar a melhor versão de si mesmo todos os dias. Está pronto para a empreitada? Vamos ver o que te aguarda então!

 

Qual é a missão do diretor escolar?

 

A missão do diretor escolar é liderar toda a instituição de ensino, promovendo a gestão democrática, garantindo a qualidade do ensino, o bom funcionamento dos processos, a saúde financeira da escola, o clima organizacional e o atendimento à comunidade escolar. Responsa, hein?! 

 

Quais são as funções do diretor escolar?

 

O diretor escolar é o responsável legal pela escola, então, tudo passa por ele. É sua função articular as atividades administrativas e pedagógicas da instituição. Veja:

 

Atividades administrativas

 

As funções do diretor escolar na parte administrativa contemplam:

 

  • Planejar investimentos de curto, médio e longo prazo

 

  • Planejar novas contratações para compor as equipes

 

  • Acompanhar entradas e saídas financeiras, garantindo que as contas fechem, que os investimentos se mantenham no orçamento e que a taxa de inadimplência se mantenha baixa

 

  • Zelar pela qualidade da infraestrutura da escola, identificando e resolvendo problemas nesse sentido

 

  • Planejar estratégias para a captação e para a retenção de alunos

 

  • Identificar oportunidades de melhoria nos processos internos, criando estratégias e buscando soluções

 

  • Acompanhar a concorrência e criar estratégias para que a instituição se mantenha competitiva no mercado

 

 

Atividades pedagógicas

 

Já na parte pedagógica, algumas das funções do diretor escolar são:

 

 

  • Zelar pelo cumprimento das exigências da BNCC e da reforma do ensino médio

 

  • Promover conselhos de classe

 

  • Criar, em conjunto com o coordenador e com os professores, estratégias pedagógicas que solucionem problemas identificados ou que possam trazer resultados de aprendizagem mais significativos

 

  • Planejar a inclusão de tecnologia nos processos de ensino e aprendizagem com foco em objetivos estratégicos

 

  • Identificar se os professores necessitam de materiais e equipamentos para as aulas e garantir que tenham o que precisam

 

 

  • Acompanhar indicadores de qualidade e, quando necessário, criar estratégias para melhorá-los

 

  • Planejar treinamentos para manter o corpo docente sempre atualizado

 

Quais são os desafios do diretor escolar?

 

Você já conhece a missão e as funções principais de um diretor escolar, certo? O que está faltando é falarmos dos desafios de tudo isso. Daqueles pormenores, sabe? Da busca pela excelência que não está na lista de tarefas, mas nas entrelinhas. Então, veja alguns dos desafios que te aguardam:

 

Aliar múltiplas habilidades

 

O diretor escolar é um só, mas precisa concentrar em si habilidades de liderança, administrativas e pedagógicas. É preciso dominar essas questões, pois no dia a dia, inúmeras situações surgirão, e as ações e decisões tomadas pelo diretor impactarão em: 

 

  • Número de matrículas
  • Retenção de alunos
  • Retenção de talentos
  • Índice de qualidade do ensino
  • Índice de aprovações e reprovações
  • Índice de evasão escolar
  • Taxa de inadimplência
  • Demandas judiciais ou não (por parte dos pais ou ex-colaboradores)
  • Segurança (hora da saída, acidentes dentro da escola etc.)
  • Imagem pública da escola
  • Competitividade da instituição no mercado
  • Manutenção da viabilidade da escola como empresa
  • Crescimento da instituição

 

Bastante responsabilidade, né? Por isso é importante ter essas três habilidades-chave. Inclusive, há determinadas exigências de formações e experiências para a ocupação do cargo de diretor escolar, e elas variam entre escolas públicas e particulares e entre estados. Então, não deixe de verificar essa questão na sua região!

 

Conciliar o trabalho burocrática com a atuação marcante na rotina escolar

 

As atividades do diretor escolar envolvem muitas tarefas burocráticas. Porém, ele não pode ficar o dia todo fechado dentro de uma sala e afastado dos acontecimentos do dia a dia e pouco acessível a colaboradores, pais e alunos. 

 

O diretor precisa ter presença marcante na escola, andar pelos corredores, pelas salas de aula, conversar com os professores, com as equipes de outras áreas e com os alunos. Verificar se está faltando alguma coisa, se há alguma situação precisando da interferência dele, se há algum reparo para fazer na estrutura da instituição, enfim, é preciso “sentir” a escola.

 

É importante também que o diretor esteja bem disponível, atendendo a colaboradores, pais e alunos que chegarem na sua sala mesmo sem hora marcada. Há coisas que acontecem e que não podem esperar. Ajuda bastante também se houver um canal de comunicação no qual ele possa ser contatado facilmente, como a agenda digital da escola.  

 

O desafio aqui então, e que não é pequeno, é conciliar toda a burocracia das tarefas de diretor escolar com essa parte mais humana. Assim, a função de gestor será desempenhada com excelência!  

 

 

Manter os colaboradores motivados

 

Como mencionamos lá no começo, a instituição de ensino é o reflexo da gestão realizada pelo diretor escolar, inclusive na questão de clima organizacional. Manter os professores e demais colaboradores constantemente motivados é um de seus desafios. Vale lembrar que profissionais motivados trabalham melhor, são mais produtivos e encantam o público (pais e alunos) com muito mais facilidade. Ou seja, você quer isso!

 

Há vários fatores que colaboram para manter profissionais motivados, como por exemplo: reconhecimento, salário justo, ambiente de trabalho leve, feedbacks construtivos e dados com inteligência emocional, abertura para expor ideias e outras questões, oportunidades de crescimento, bom relacionamento entre colegas, desafios etc. O diretor escolar deve estar atento a tudo isso. Sempre que identificar descontentamentos, é importante que investigue e tente solucionar a questão.

 

Resolver conflitos

 

Em uma escola, os conflitos volta e meia aparecem. Eles podem ser: entre alunos, entre professores, entre professores e alunos e entre pais e professores. Outro desafio do diretor escolar é buscar a resolução desses conflitos.

 

Normalmente as partes são chamadas para conversar com o diretor, ou se for entre alunos, os pais também são chamados, e busca-se uma solução. Acontece que nem sempre ela se mantém ao longo do tempo. É normal que velhos conflitos tornem a surgir novamente. Por isso, é importante que a escola tenha uma estratégia mais consistente para a resolução de conflitos.

 

Nesse sentido, o diretor não precisa fazer tudo sozinho, ele também precisa saber delegar funções. Há muitas instituições que treinam determinados alunos e professores para que atuem como agentes na resolução de conflitos, ou então criam comissões para isso.

 

Outra opção utilizada é a criação de círculos de paz. São encontros com pais, alunos e colaboradores que têm o objetivo de buscar soluções para os conflitos mais comuns e nos quais há a abertura de um espaço para que partes envolvidas em determinada situação possam falar e buscar a resolução de um conflito no próprio encontro. 

 

Independentemente do caminho escolhido, o importante é que o diretor escolar dê atenção a essa questão. Afinal, conflitos fazem a escola perder alunos e colaboradores, então, não podem ser negligenciados.

 

Envolver a todos em um sentimento de comunidade

 

Um outro desafio do diretor é fazer com que todos – pais, alunos e colaboradores – se sintam pertencentes à comunidade escolar. Esse sentimento de pertencimento é como uma cola poderosa que une a todos, faz com que se sintam parte de algo. Isso quebra a frieza das relações de consumo e torna a escola um local acolhedor, que envolve as pessoas. Nem preciso falar que isso faz toda a diferença na fidelização do público, não é?

 

Chegar nesse ponto, é claro, não é fácil. Se fosse, não seria um desafio, certo? Mas é possível, e é importante que o diretor escolar busque por isso. Então, aqui entra aquela questão de estar bastante disponível ao público. A comunicação dos pais com os professores e colaboradores de outras áreas também deve ser facilitada e bem organizada. É essencial que o diretor procure ferramentas que o auxiliem nesse ponto. A agenda digital, por exemplo, é um bom caminho.

 

Buscar a melhoria contínua

 

Evoluir é preciso, e isso significa que não basta apenas manter as coisas funcionando bem, é necessário fazê-las funcionar ainda melhor. Por isso, um bom diretor escolar não deve ser alguém acomodado, com medo de inovar e de buscar novos desafios. Pelo contrário, ele deve ser inquieto, querer mais, buscar a melhoria contínua para o ensino, para as relações com as famílias e para os processos internos da instituição.

 

Então, em meio à sua rotina atribulada, é importante que o diretor encontre um tempo para se manter informado sobre tendências no campo da educação, tecnologias que facilitem as rotinas das áreas da escola, recursos que ajudem na comunicação com os pais e responsáveis etc. As coisas no campo educacional estão evoluindo muito depressa, então, cabe ao diretor escolar não deixar que a instituição fique defasada.

 

Como a ClipEscola pode facilitar a vida do diretor escolar?

 

Como você viu, ser um bom diretor escolar não é a coisa mais fácil do mundo, né? O dia a dia é corrido e há muitos desafios. Por isso é importante buscar ferramentas que auxiliem, concorda? É aqui que nós entramos!

 

A ClipEscola desenvolve a Plataforma de Transformação Digital M3I, com recursos para virtualizar diversos processos da escola. O principal deles é a agenda digital. Ela consegue trazer as relações entre famílias e escola para um outro nível, tornando a comunicação fácil, organizada e eficiente. Por ela é possível, por exemplo, criar categorias para que os pais possam se comunicar diretamente com o setor da instituição que precisam falar. Veja aqui a relação completa de possibilidades da Agenda Digital ClipEscola.

 

Além da agenda, a nossa plataforma possui também recursos para facilitar os pagamentos de mensalidades e a automação de cobranças, o ClipPag; para a comunicação interna; para a parte pedagógica; para a captação de alunos; para a análise da satisfação do público; para entradas e saídas e muito mais! Confira este material com todas as possibilidades da nossa plataforma.

 

Leia mais
– Tecnologias escolares: por onde começar a virtualização dos processos?
– Escolas pequenas: como estruturar comunicação e recebimentos com eficiência

 

Pronto para encarar o desafio de ser diretor escolar? Conte com a gente para te ajudar em tudo o que precisar!

 

CTA_Infográfico - Agenda Digital x Sistema de Gestão Escolar

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn