Passeio escolar

COMPARTILHE

30 de setembro - 2019

Passeio escolar: checklist de tudo o que você precisa para organizar um

Tempo estimado de leitura: 8 minutos (1668 palavras, 9410 caracteres)

Quando a instituição de ensino organiza um passeio escolar, ela promove um momento de descontração entre os alunos, que no dia a dia só se veem dentro da sala de aula e envoltos na rotina de estudos. Nesses momentos fora da escola, os estudantes podem se conhecer melhor e interagir mais descontraidamente. É possível até aliar a diversão com o aprendizado, se o passeio for a algum local histórico, museus, institutos de fauna e flora, entre outros.

 

Como eu sei que não foi para saber dos benefícios do passeio escolar que você veio a este post, e sim para encontrar todas as informações de que precisa para organizar um, vou te levar direto ao que interessa, vamos ao checklist!

 

 

Escolha um destino bom e viável

 

 

Vamos começar pelo planejamento de onde será o passeio escolar. A primeira coisa a ser pensada é no objetivo que ele terá. Será só um momento de confraternização e descontração ou ele terá também um intuito pedagógico? 

 

Se a saída se destinar apenas ao lazer, é válido realizar uma enquete com os alunos para descobrir que tipo de atividades eles gostam de fazer e lugares que gostam de ir. Não é necessário colocar em votação, apenas fazer um levantamento de ideias. Já se o passeio tiver o objetivo de ensinar algo, a escola deve levantar opções de destinos que cumpram com o aprendizado que se quer transmitir. Por exemplo: se o objetivo for ensinar sobre relaçõe ecológicas, como mutualismo, protocooperação, etc., o local de passeio pode ser um instituto ou aquário no qual tais relações possam ser exemplificadas.

 

Outra preocupação com o destino a ser escolhido para o passeio escolar deve ser com relação à viabilidade. O local é muito longe? Se for, há disponibilidade de tempo para isso? Será necessário pernoitar? E como relação ao custo, está dentro das possibilidades econômicas do público com o qual a sua escola trabalha? É necessário pensar em todas essas questões durante a escolha do local para o passeio.

 

 


Faça um pesquisa em agências de viagem (se for o caso)

 

 

Se o passeio for uma viagem para uma cidade mais distante, outro estado ou mesmo outro país, uma boa ideia é fechar um pacote com uma agência de viagem. É claro que a sua escola não fechará esse pacote com a primeira agência que aparecer, não é? Então o caminho é fazer pesquisa! Pesquise valores e opções inclusas no pacote. Analise qual é o melhor custo/benefício!

 

Como a viagem será para um grupo grande (uma turma inteira), e provavelmente será repetida por todas as turmas do mesmo ano, a sua escola poderá usar isso para barganhar valores melhores. Pode até fechar uma parceria fixa com uma agência, para que todas as viagens sejam sempre fechadas com ela, e em contrapartida a empresa pode oferecer condições bem melhores do que as usuais.

 

 

Planeje o deslocamento até o destino escolhido

 

 

Caso o passeio escolar não seja uma viagem, e sim algum lugar que possibilite que a turma vá e volte no mesmo dia, a escola tem duas opções: pode utilizar uma agência mesmo assim ou então ela mesma fretar um ônibus para o passeio. Aqui, como na opção de agência, também é necessário fazer pesquisa, para poder conseguir as melhores condições. É possível encontrar desde opções mais simples e econômicas até as mais completas e dispendiosas. Avalie as alternativas e escolha a que mais estiver de acordo com o orçamento/conforto que você tiver em mente.

 

 

Organize como será a parte de alimentação

 

 

Durante o passeio escolar, algumas pausas serão necessárias para almoço/lanche, certo? Então o planejamento da parte de alimentação precisa estar no seu checklist! Há algumas opções que você pode considerar:

 

  • Cada aluno traz o seu lanche de casa para consumo próprio

 

  • É feito um piquenique coletivo e todos trazem algum alimento para contribuir

 

  • Todos vão a restaurantes e lanchonetes locais

 

  • Algumas dessas opções são mescladas, como almoço em restaurante e comida trazida de casa para lanches nos períodos da manhã e da tarde

 

É importante que a escola também verifique a questão intolerâncias/alergias alimentares. Afinal, tudo o que um passeio escolar não precisa é de alguém passando mal ou de uma parada no hospital mais próximo, não é verdade? Você pode descobrir a que alimentos os alunos da turma têm restrições por meio de enquetes enviadas aos pais por agenda digital. Assim, consegue levantar em poucos minutos todas essas informações 🙂

 

 

Verifique a necessidade de guias

 

 

O passeio que você está planejando é uma trilha? Então você deveria considerar fortemente a contratação de um ou mais guias experientes, mesmo que seja uma trilha leve. Afinal, a escola tem a responsabilidade de garantir a segurança das crianças e adolescentes, não é mesmo? 

 

É importante também que esses profissionais estejam equipados com kits de primeiros socorros, porque nunca se está totalmente livre de uma queda, um machucado, ou mesmo um braço quebrado. E não pense que esta autora está exagerando. Ela fala com a propriedade de quem já quebrou o braço em uma trilha da escola. Então minha dica para você é: promova trilhas, que são experiências excelentes para as crianças, mas tenha profissionais qualificados por perto, caso haja um contratempo!

 

 


Organize quais colaboradores da escola acompanharão o passeio

 

 

Um outro ponto que não pode faltar no seu cheklist é a escolha de colaboradores da própria instituição de ensino para o acompanhamento do passeio escolar. Essa orientação é válida para qualquer tipo de passeio, mesmo que haja também monitores da agência de turismo ou guias para a trilha. Nada substitui o acompanhamento de alguém de dentro da escola, até para que os pais se sintam mais seguros em deixar o filho ir. Então você já sabe que tem uma missão: direcionar um dos membros do seu corpo docente para a tarefa de acompanhar a turma!

 

 

Planeje atividades para desenvolver no passeio escolar

 

 

Mais um item para o seu checklist: planejamento de atividades! Afinal, a sua ideia não é levar os estudantes até lá para que fiquem parados olhando uns para os outros, não é? Tenha o passeio objetivos puramente de lazer ou de lazer com aprendizado, algo precisará preencher o tempo que todos passarão no local, você concorda? Então é necessário definir o que será feito!

 

É claro que há locais em que tudo segue um fluxo natural. Se o passeio escolar for em um local histórico, por exemplo, a atividade será conhecer o local, os monumentos e ouvir as explicações do guia ou professor. Mas se a saída for para um camping, ou outro local em que as atividades não seguem um ritmo espontâneo, o ideal é que haja um cronograma, para que a diversão não acabe se tornando “um tédio”.

 

As atividades podem ser elaboradas de acordo com o clima do local. Se for um camping, algumas sugestões são: contação de histórias e roda de violão em volta da fogueira, instruções de como fazer diferentes tipos de nó, cabo de guerra, entre outras. Já se o passeio for em um clube com piscina, a escola pode realizar atividades como biribol, caça ao tesouro (com objetos no fundo da piscina) e gincanas.

 

 

Solicite autorização dos pais e pagamento de taxas

 

 

Depois de tudo organizado para o passeio escolar, o passo final é solicitar a autorização dos pais e receber as taxas para as despesas. Felizmente, para a sua sorte, essa é a parte mais fácil de todo esse checklist. A tecnologia já permite que a escola consiga enviar a solicitação de autorização para o celular de todos os pais da turma em um único clique, que possa saber em tempo real quem visualizou, e receber o aceite ou recusa instantaneamente. Pode também obter estatísticas de visualização e de aceite de todos os pais da turma.

 

O pagamento da taxa tem a mesma simplicidade. Após a confirmação, os pais recebem a notificação da taxa, e podem pagá-la pelo próprio celular, na mesma hora. Bem diferente de como era antes, com toda aquela burocracia e morosidade, não é mesmo?

 

Essa facilidade nas autorizações e nos pagamentos é possível devido à tecnologia que já caiu nas graças de boa parte das instituições de ensino: a agenda digital. É a forma como as escolas conseguem se livrar da papelada, dos esquecimentos dos pais, do tempo excessivo para a obtenção do retorno e da necessidade de deslocamento dos responsáveis para o pagamento das taxas. Se você ainda não possui a ferramenta em sua escola, saiba como mudar isso por aqui, para incluí-la no seu checklist!

 

Leia mais
– Como gerenciar autorizações da escola com segurança, mas sem burocracia?
– ClipEscola: descubra o que os pais dos estudantes pensam sobre a solução

 

Agora você já tem a faca e o queijo na mão. Então, mãos à obra! Organize o passeio escolar e depois comente neste post como foi e se as dicas que encontrou aqui foram úteis 🙂

 

CTA Apresentação Oficial ClipEscola

 

AUTOR:

Graziela Balardim

A autora é Jornalista, pós-graduada em Produção Multimídia e atua na ClipEscola como Conteudista de Marketing Digital.