fbpx Skip to content
Tecnologia nas escolas

COMPARTILHE

09 de maio - 2022

Tecnologia nas escolas: por onde começar a virtualização dos processos?

Tempo estimado de leitura: 9 minutos (1791 palavras, 10628 caracteres)

A sua instituição de ensino já percebeu que está na hora de sair do papel e entrar na era digital, só não sabe por onde começar? De fato, a implementação de tecnologia nas escolas precisa ter um propósito, resolvendo problemas ou melhorando processos, então, é algo a ser bem pensado. Por sorte, você chegou ao lugar certo! Na leitura de hoje, vamos te dar um norte para iniciar os trabalhos.

 

Planejamento de tecnologia nas escolas

 

Ações assertivas requerem planejamento, certo? Então, esse é o primeiro passo para a implantação de tecnologia nas escolas. Afinal, não adianta adquirir qualquer recurso digital só para dizer que a escola é tecnológica, mas sem ter objetivos definidos, concorda? Agora, vamos ver o que é importante ter nesse planejamento:

 

Levantamento de objetivos para a adoção de tecnologia nas escolas

 

O planejamento começa pela definição de objetivos. Para isso, o gestor pode se reunir com os colaboradores e tentar entender as necessidades de cada área. É o momento de verificar em quais processos há problemas e em quais é possível realizar mudanças para melhorar ainda mais.

 

Com base nas necessidades levantadas e nos planos de crescimento da escola, comece a traçar objetivos. Alguns exemplos de objetivos comuns em escolas são:

 

  • Melhora no atendimento aos pais
  • Aumento do engajamento dos pais com a escola
  • Melhora na eficiência da comunicação escolar
  • Aumento da produtividade dos colaboradores
  • Redução de custos
  • Redução da inadimplência
  • Retenção de alunos
  • Aumento da quantidade de matrículas
  • Melhora na organização dos processos internos
  • Agilidade na comunicação interna
  • Melhora dos resultados pedagógicos com a inclusão de novas abordagens
  • Expansão da escola

 

Criação de estratégias

 

O próximo passo para a implantação de tecnologia nas escolas é a criação de estratégias para alcançar os objetivos levantados, e a verificação de quais recursos digitais podem ajudar. Nesse ponto, é importante também descobrir se há ferramentas que atendem a mais de um objetivo da sua lista, porque se houver, a instituição pode obter economia na hora das aquisições.

 

Por exemplo, se a sua escola tiver como objetivos a melhora no atendimento aos pais; o aumento do engajamento dos pais com a escola; a melhora na eficiência da comunicação escolar; o aumento da produtividade dos colaboradores e a redução de custos; a agenda digital, que é uma única ferramenta, já atende a todos eles. Dependendo da solução contratada, pode atender até a mais itens.

 

O momento então é o de verificar todos os objetivos da sua lista, criar as estratégias para alcançá-los e mapear as soluções que atendem ao maior número de objetivos levantados. Se essa parte ficar bem amarrada, pode ser que sua instituição consiga melhorar tudo o que deseja sem a contratação de uma grande quantidade de ferramentas.

 

 

Priorização

 

Um outro ponto importante é a parte de priorização. Pode ser que a sua escola não consiga realizar todas as estratégias que traçou ao mesmo tempo, pois talvez nem todos os recursos necessários caibam no orçamento. Então, é a hora de criar uma fila ordenada por ordem de prioridade.

 

A ideia não é deixar de fazer nada do que é necessário para alcançar todos os objetivos da sua escola, é apenas verificar o que pode ser feito primeiro, considerando os recursos financeiros da instituição. Por isso, aqui vai fazer diferença ter encontrado ou não ferramentas que atendam ao maior número de objetivos possível.

 

Aquisição de tecnologia nas escolas

 

Agora é a etapa final do seu planejamento. Você já sabe quais são os objetivos da sua instituição, o que fazer para alcançá-los, de quais tecnologias precisará e o que será priorizado. É hora da aquisição das ferramentas tecnológicas!

 

A dica é: não fique esperando o melhor momento para botar essa parte em prática. Não espere o começo do ano, o começo do semestre etc. O momento perfeito não existe. Muita coisa acontece quando se deixa o tempo passar, e às vezes, os planos acabam não saindo do papel. Aproveite que você está no ritmo, que já fez todo o planejamento necessário, e parta para a ação!

 

Dicas de tecnologia nas escolas

 

Temos um bônus para você. Aqui você verá algumas dicas de recursos que atendem a determinados objetivos. Se eles forem os mesmos da sua escola, já facilita a sua vida um pouquinho, né? Lá vão as dicas:

 

Agenda Digital

 

Objetivos: melhora no atendimento aos pais; aumento do engajamento dos pais com a escola; melhora na eficiência da comunicação escolar; aumento da produtividade dos colaboradores (que passarão menos tempo em tarefas manuais de comunicação) e redução de custos com papel, toners de tinta, cola, grampos, manutenção da impressora etc.

 

A agenda digital é a ferramenta que substitui todas as outras formas de comunicação com os pais. Ela funciona por app, e entrega todos os recados da escola aos responsáveis bem na palma da mão. A instituição consegue confirmar todo mundo que recebeu e que visualizou o comunicado, e os pais não conseguem desabilitar essa confirmação.

 

Quando são os responsáveis que querem falar com a escola, eles também enviam recados, e a instituição consegue configurar horários para as respostas. Assim, eles já sabem que serão respondidos, mas não imediatamente, e sim no horário que a escola estipulou. Dessa maneira, os pais têm um canal direto de contato com a escola, mas os colaboradores não ficam sobrecarregados.

 

Gateway de pagamentos

 

Objetivos: redução da inadimplência, facilidade aos pais para o pagamento das mensalidades, controle dos recebimentos, redução de custos com a geração de boletos (taxas menores), melhora na organização dos processos internos ligados aos recebimentos e economia de tempo produtivo dos colaboradores do financeiro.

 

Se o planejamento para a implantação de tecnologia nas escolas tem objetivos relacionados aos processos financeiros, o gateway de pagamentos é uma ferramenta importante a se considerar. Por ele, os pais conseguem pagar as mensalidades e outras taxas pelo app, em poucos cliques. Facilita muito a vida deles.

 

Pelo recurso, a escola também consegue gerar boletos a taxas abaixo da média de mercado, automatizar toda a cobrança de inadimplentes, confirmar se os pais visualizaram as notificações de cobranças, acompanhar a entrada dos recebimentos, atualizar boletos automaticamente etc. É uma grande vantagem estratégica para a instituição poder contar com uma ferramenta assim.

 

Comunicação Interna

 

Objetivos: agilidade na comunicação interna, redução de ruídos nas informações trocadas e agilidade no trato com fornecedores.

 

Se os objetivos da escola forem os que estão acima, um canal para a comunicação interna pode trazer grande agilidade para as rotinas. A escola pode utilizá-lo para interações tanto com os colaboradores quanto com fornecedores terceirizados, centralizando tudo em um único local.

 

Na ferramenta, a instituição consegue estruturar uma hierarquia de comunicação e atribuir poderes de envio de comunicados, de resposta e de visualização. É possível até criar categorias, como “comunicados internos”, “folhas de pagamento”, “reuniões internas”, entre outras. Com um recurso assim, a comunicação interna da escola fica redondinha.

 

Captação de alunos

 

Objetivo: aumentar o número de matrículas.

 

Um objetivo de 10 entre 10 escolas é o aumento do número de matrículas. O planejamento para a implantação de tecnologia nas escolas pode atendê-lo, pois há recursos digitais nesse sentido. Um deles é um módulo para a captação de alunos, que trabalha com inbound marketing para celular.

 

A escola cadastra no módulo todos os pais que chegarem na instituição pedindo informações, pessoas que se cadastrarem no site ou em campanhas, pais que a procurarem por e-mail etc. Então, cria fluxos de nutrição com informações relevantes, que serão recebidas por esse público no celular, amadurecendo sua a intenção de realizar a matrícula. Depois, o próprio fechamento pode ser feito por lá também. Uma boa, né?

 

Ambiente Virtual de Aprendizagem

 

Objetivos: aplicação de metodologias ativas que necessitem do recurso, disponibilização de materiais aos alunos, realização de aulas de reforço online e realização de parte das aulas normais em EaD (Novo Ensino Médio).

 

O ambiente virtual de aprendizagem (AVA) é um recurso que atende a objetivos pedagógicos e pode ser utilizado em diversas práticas. Como todas as escolas precisam implementar a cultura digital no ensino, que é uma das 10 competências da BNCC, o AVA pode ser usado nas ações, desde que faça sentido para elas.

 

Por meio do AVA, as escolas conseguem enviar conteúdos em diversos formatos aos alunos sem consumo de memória, realizar aulas ao vivo, enviar aulas gravadas, registrar presença, aplicar provas e exercícios, acompanhar o status de entrega das atividades e possibilitar a troca de informações entre os estudantes por fóruns e grupos moderados. As possibilidades de usos pedagógicos são inúmeras.

 

Como a ClipEscola pode ajudar

 

Nós da ClipEscola desenvolvemos a Plataforma de Transformação Digital M3I. Nossos recursos atendem a diversos objetivos do planejamento de implantação de tecnologia nas escolas. Independentemente de quais forem as necessidades da sua instituição, temos certeza de que conseguiremos te ajudar com muitas delas!

 

Para começar, sabe todas as dicas de tecnologias que você viu acima? Temos todas elas dentro da nossa plataforma, e muito mais! Nossos recursos são capazes de auxiliar as escolas na comunicação, nos recebimentos e cobranças, na comunicação interna, na captação de alunos, na parte pedagógica e em diversas outras. Conseguimos virtualizar mais de 200 atividades, sabia? Acesse este material e confira a relação completa.

 

Leia mais
– SAMR: o que é e como usar o modelo para aplicar novas tecnologias escolares
– Transformação digital: sua escola está em compasso com o mundo?

 

Agora você se sente um pouco mais situado sobre o que é necessário para a implantação de tecnologia nas escolas? Se quiser a nossa ajuda, basta solicitar contato por aqui.

 

CTA - Jornada M3I

AUTOR:

Graziela Balardim

A autora é Jornalista, pós-graduada em Produção Multimídia e atua na ClipEscola como Conteudista de Marketing Digital.