Skip to content
Ideias fora da caixa para a escola crescer na pandemia

COMPARTILHE

31 de agosto - 2020

5 ideias fora da caixa para a sua escola crescer na pandemia

Tempo estimado de leitura: 8 minutos (1567 palavras, 9027 caracteres)

Reinvenção é uma das palavras que mais descreve o cenário pelo qual as escolas estão passando neste momento. Quando tudo o que era tão sólido – métodos, rotinas, processos – simplesmente ruiu, elas não tiveram alternativa: precisaram achar uma nova forma de fazer as coisas acontecerem. E já que este é o momento de testar possibilidades, que tal aproveitá-lo para experimentar algumas coisas bem diferentes, que podem fazer a sua escola crescer em plena pandemia?

 

Se você está sem ideias, não tem problema, eu trouxe algumas para você. Confira a lista deste post e veja quais opções fazem sentido para a sua escola!

 

1. Aulas particulares para alunos de todo o Brasil

 

Você sabia que desde que as aulas presenciais foram suspensas houve um “boom” de contratações de professores particulares? Ou seja, os pais estão querendo garantir a qualidade do aprendizado dos filhos, e parecem acreditar que aulas mais individualizadas são uma boa solução. O que você acha de a sua escola ajudar a suprir essa demanda?

 

Seria como uma “aula de reforço online”, só que não para os seus alunos regulares, mas sim para os de outras escolas de qualquer lugar do país. Elas, claro, precisariam ser individuais ou para grupos bem reduzidos, para se assemelharem a aulas particulares. 

 

Se a estratégia render bons frutos, ela pode ser mantida até após a pandemia, pois aulas particulares podem ocorrer a qualquer tempo, e representam uma fonte de receita nova para a escola crescer. Que tal testar essa ideia?


2. Contratar professores de estados diferentes

 

Você também já percebeu que barreiras geográficas não existem para a contratação de profissionais para a escola? Se o professor dará a aula online, tanto faz o local em que ele está, não é? Então, se a sua escola regular ou curso livre está com alguma vaga aberta para o campo docente, pode estender bastante a região de busca

 

É possível até contratar aquele profissional de renome que você já estava de olho faz tempo, mas que não podia admitir devido à distância física. Só não esqueça de fazer uma curadoria dos documentos dos professores contratados, comprovando que eles são de fato habilitados.

 

Lembre-se também que para esse tipo de contratação pode ser necessário fazer um contrato temporário, pois em algum momento as escolas irão reabrir, embora isso possa nem acontecer este ano. É claro que, quando a reabertura de fato ocorrer, ela será híbrida, o que pode possibilitar a continuação do contrato por mais tempo. Afinal, muitas escolas possuem professores do grupo de risco, então de qualquer forma haverá aulas sendo transmitidas de maneira remota para os alunos presenciais nesse momento híbrido.

 

Mesmo em tempos normais, quando a pandemia acabar e a necessidade de distanciamento social cair, muitas escolas não voltarão a fazer tudo do jeito que faziam antes. Houve muito aprendizado neste momento, e muitas instituições se reinventarão mesmo quando tudo passar. Já existiam métodos de ensino híbrido antes da pandemia, e eles podem ressurgir com força depois dela. Então, nesse caso, profissionais de outros estados podem até continuar trabalhando para a escola de forma mais definitiva, seja para aulas normais ou de reforço.

 

3. Vender pacotes com videoaulas e materiais

 

Como você viu no primeiro tópico da lista, há um aumento na demanda por aulas particulares, pois os pais querem garantir o aprendizado dos filhos. Uma outra forma de a sua escola atender a essa necessidade é vendendo pacotes com gravações de videoaulas e materiais. As gravações podem ser:

 

  • De aulas assíncronas que já haviam sido gravadas para o envio aos alunos regulares

 

  • De aulas transmitidas ao vivo aos alunos regulares e gravadas, mas sem mostrar a imagem das crianças

 

  • De aulas gravadas especialmente para a confecção desse pacote

 

Vale lembrar que é importantíssimo que a escola tenha um contrato de direito de imagem com o professor. É possível fazer um formato no qual o professor cede os direitos de imagem para a escola, ou um no qual a escola se compromete a repassar um percentual das vendas das aulas a esses profissionais.

 

Quanto aos materiais dos kits, eles podem ser os que já são utilizados nas aulas normais ou então materiais exclusivos. A venda dos pacotes pode ocorrer pelo próprio site da instituição e pelas redes sociais. Em um momento de crise, essa estratégia pode gerar uma boa renda extra para reforçar o caixa da escola!

 

4. Usar videoaulas como material de marketing nas redes sociais

 

Uma outra forma de trabalhar com a ideia de videoaulas é utilizando-as nas estratégias de marketing da sua escola. Que tal criar videoaulas curtinhas, de cinco a 10 minutos, sobre conteúdos específicos das disciplinas? Pode ser algo como: “Dica da semana de matemática”, “Dica da semana de Português”, etc.

 

Os vídeos podem ser publicados no canal da sua escola no YouTube. Caso você não saiba, essa rede social é também o segundo maior site de buscas do mundo, ficando atrás apenas do Google. Lá é possível fazer uma boa otimização nos vídeos, para que eles sejam mais facilmente encontrados nas pesquisas. Também é possível publicá-los na fanpage da escola no Facebook e até o IGTV do Instagram. 

 

Aqui vale a mesma dica do tópico anterior com relação ao contrato de direito de imagem com o professor. Se por acaso algum aluno for aparecer no vídeo, a escola também precisa ter um contrato de direito de imagem com os pais dele.

 

Seguindo a dica deste tópico e tomando todos os cuidados necessários com relação aos direitos de imagem, a sua instituição pode utilizar este momento para reforçar a marca e se posicionar como uma autoridade em educação. Assim, pode atrair mais pais interessados em matricular os filhos na sua escola!

 

5. Matricular alunos de estados diferentes

 

A sua instituição é um curso livre? Então que tal abrir o leque de possibilidades, matricular alunos de todo o Brasil e fazer a escola crescer? Afinal, em um cenário no qual as aulas são 100% digitais, as barreiras geográficas caíram totalmente!

 

E essa ideia não serve só para o período de pandemia não, ela pode continuar perfeitamente depois que tudo isso passar. Nada impede que haja no seu curso um horário de aula dedicado apenas ao ensino remoto. Assim você conseguirá atender a um público muito maior de forma fixa, e esse público poderá estar em qualquer região do país ou até fora dele. 

 

Já se você é uma escola regular, a dica deste tópico pode até servir para você também, mas não de forma definitiva. Afinal. quando tudo se normalizar, não será possível manter esses novos alunos, pois a presença física voltará a ser necessária. Mas, será que não vale a pena tê-los ao menos por um tempo? Todo tipo de teste é muito válido neste momento, então avalie!

 

Como a ClipEscola pode ajudar você a fazer a sua escola crescer?

 

Se interessou por alguma das ideias? Agora vamos ver como nós podemos ajudar você! Com relação a matrículas de alunos de estados diferentes para as aulas particulares, ou mesmo para as regulares, você precisará de tecnologia para o envio dos contratos e a coleta das assinaturas digitais, certo? O mesmo vale para a contratação de profissionais de outras regiões. Felizmente, temos exatamente o que você precisa!

 

A Plataforma de Transformação Digital que desenvolvemos aqui na ClipEscola contempla o módulo de Assinatura Digital. É um recurso extremamente seguro e permite às escolas a obtenção de assinaturas em contratos digitais com validade jurídica.

 

Além de te ajudar com essa parte de contratos, podemos também te auxiliar com a parte de ensino remoto. Se a ideia é captar alunos de outros estados, seja para aulas particulares ou regulares, é necessário que elas tenham um certo nível de qualidade na transmissão, concorda? Afinal, esse é um dos motivos pelos quais alunos de longe irão querer contratar as suas aulas.

 

A nossa solução contempla um Ambiente Virtual de Aprendizagem completo, desenvolvido especificamente para as necessidades escolares. Ele permite transmissões de aulas ao vivo pelas salas de aula virtuais; envio de materiais de forma categorizada por disciplina; recebimento de trabalhos; e aplicação de provas. Tem tudo o que a sua escola precisa para dar aulas online com muita qualidade!

 

Leia mais
– Como fazer matrículas em tempos de pandemia
– 8 tutoriais em vídeo para ajudar professores nas transmissões ao vivo

 

Bora botar essas ideias da lista em prática? Mostre que você é um gestor escolar ousado e que vai fazer a sua escola crescer em plena pandemia! Estamos aqui para te auxiliar no que você precisar.

 

CTA_Webinar_EaD_Revolução_Pandemia

AUTOR:

Graziela Balardim

A autora é Jornalista, pós-graduada em Produção Multimídia e atua na ClipEscola como Conteudista de Marketing Digital.