fbpx Skip to content
Case - Colégio EBE Objetivo - Adaptação ao Novo Ensino Médio - ClipEscola

COMPARTILHE

24 de setembro - 2021

Case: Colégio EBE Objetivo aposta na tecnologia para a adaptação ao Novo Ensino Médio

Tempo estimado de leitura: 12 minutos (2451 palavras, 14080 caracteres)

As instituições de ensino brasileiras se preparam para mais um desafio: a adaptação ao Novo Ensino Médio. A reforma traz grandes mudanças, e a obrigatoriedade delas já começa a valer em 2022. O Colégio EBE Objetivo de Guarulhos – SP já se antecipou, e começou a implementá-las no início de 2021. Hoje você vai conhecer esse case de sucesso!

 

O início

 

A coordenadora pedagógica do Colégio EBE Objetivo, Luciene Felipe, compartilha dois ingredientes fundamentais para a adaptação ao Novo Ensino Médio: calma e bom ânimo. Ela e Milene Kobayashi, diretora pedagógica da instituição, nunca perderam esses elementos de vista quando estavam se preparando para encarar o desafio. “É o que uma falava para a outra no início: calma, a gente vai conseguir”, relembra Luciene.

 

A coordenadora cita uma frase que ela tem sempre em mente: “eu só consigo encantar quando eu estou encantado”. Para ela, quando você acredita na importância do que está fazendo, tudo se torna mais fácil. E acreditar no Novo Ensino Médio não foi nada difícil para ela e para a diretora Milene, pois as duas viram enormes vantagens para os alunos.

 

“A gente acredita que a proposta do ensino médio é tornar cada vez mais a escola interessante para o jovem, ensinando lições de cidadania, o que é necessário saber para resolver os problemas, tomar boas decisões, ou seja, tornar o aluno protagonista das suas decisões”, ressalta Milene.

 

Além de toda a positividade, dois fatores acabaram contribuindo para a implementação das mudanças exigidas pela reforma: o ritmo de inovação constante que a instituição já tinha, implementando tecnologias e metodologias ativas; e toda a adaptação a aulas online que a pandemia impôs.

 

O Colégio EBE Objetivo é adepto da Plataforma ClipEscola desde 2018. Portanto, já possuía uma comunicação digital muito eficiente com os pais e responsáveis. Esse fator, que foi tão importante durante a pandemia, também se mostrou crucial para a adaptação ao Novo Ensino Médio. 

 

Além disso, a instituição começou a usar as salas virtuais da ClipEscola durante a quarentena. Essas mesmas salas hoje já são usadas para parte da carga horária extra exigida pela reforma. O melhor de tudo isso é que os alunos já estavam completamente adaptados!

 

A implementação

 

A adaptação ao Novo Ensino Médio envolve uma série de decisões: 

 

  • Quais itinerários formativos oferecer? 
  • Dar todas as aulas presenciais ou colocar uma parte delas no EaD?
  • Colocar no EaD as disciplinas de formação básica ou os itinerários formativos? 
  • Treinar o corpo docente para ministrar os itinerários formativos ou contratar novos professores para essa parte?
  • Começar a implementar as mudanças agora ou esperar até o último minuto?

 

Imagino que todas essas questões estejam pipocando na sua cabeça, estou certa? Vou te contar agora quais foram as decisões tomadas pelo EBE Objetivo e como foi a implementação do Novo Ensino Médio para eles.

 

Itinerários formativos

 

Como você deve saber, existem cinco itinerários formativos. Quatro deles compreendem as áreas de conhecimentos que já fazem parte da formação básica: Linguagens e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. O quinto é a formação técnica e profissional.

 

O Ministério da Educação (MEC) diz que as redes de ensino têm autonomia para escolher quais itinerários irão ofertar, ou seja, não é obrigatório oferecer os cinco. No caso do Colégio EBE Objetivo, dois itinerários foram escolhidos: 

 

  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias
  • Ciências Humanas e Sociais Aplicadas

 

A escolha foi realizada pela rede à qual o Colégio EBE Objetivo de Guarulhos pertence. No caso de escolas que estejam diante dessa decisão, Milene recomenda que o gestor realize uma pesquisa com os alunos para saber o que eles querem, qual tipo de áreas preferem.

 

Luciene complementa: “você precisa conhecer a fundo o seu sistema, qual é o seu objetivo […] qual é o público? Eu tenho que ter essa visão geral, e aí a gente fecha com essa pesquisa”.

 

Os dois itinerários que o EBE Objetivo escolheu estavam compreendidos nas áreas do conhecimento. Para Milene, optar por esse tipo de itinerário é algo mais tranquilo para as escolas nesse momento de transição e adaptação ao Novo Ensino Médio. Porém, se a instituição decidir oferecer o itinerário técnico/profissionalizante, ela recomenda que o gestor analise tudo o que precisará, como a parte de laboratórios, por exemplo.

 

Escolha dos alunos

 

Falamos da escolha das escolas com relação aos itinerários formativos, mas agora você deve estar se perguntando: “mas e os alunos, eles têm escolha também?”. Mas é claro que sim! No Novo Ensino Médio, é o estudante que decide qual dos itinerários oferecidos pela instituição ele deseja cursar!

 

Sabe como o aluno faz essa escolha no Colégio EBE Objeto? Por meio de um “cardápio” que pode ser “degustado”! Que criativo, não é? Vou te contar como funciona: no primeiro dia de aula, os professores apresentam os dois itinerários formativos, aí o aluno escolhe com qual ele mais se identifica. Caso mude de ideia, a instituição permite que ele troque de itinerário, desde que isso seja feito dentro do primeiro bimestre. Bacana, não é?

 

“Isso para o aluno é uma vivência incrível. A gente começa a respeitar os seus direitos, as suas vontades e começa a mediar tudo isso”, garante Luciene. Para a coordenadora, toda essa experiência ajuda o estudante a ter ferramentas para traçar o seu próprio projeto de vida.

 

EaD

 

O Colégio EBE Objetivo sempre foi adepto da inovação e das tecnologias escolares. E é claro que a instituição não iria perder a oportunidade de usar o EaD no Novo Ensino Médio! Afinal, as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio permitem isso. No caso do ensino matutino, por exemplo, até 20% da carga horária pode ser realizada de maneira remota. Faz todo o sentido aproveitar essa possibilidade, não é?

 

O EaD pode ser usado tanto para as aulas da formação básica quanto para as dos itinerários formativos. Para o EBE Objetivo, fez mais sentido colocar algumas aulas da formação básica na modalidade remota, pois os itinerários deles trabalham com projetos, e necessitam de um acompanhamento mais próximo do professor.

 

Para os estudantes, as aulas a distância não são nenhuma novidade. Essa foi a realidade que eles vivenciaram durante a maior parte da pandemia, então, já estão bem habituados. A experiência, que aconteceu “na dor”, acabou tendo um resultado positivo, conforme avalia a diretora Milene. “Contribuiu para a educação evoluir muito rápido”, explica. 

 

Antes da pandemia, ela não via como o EaD pudesse funcionar para o ensino médio. Hoje ela já acha algo super tranquilo, cômodo para o aluno e vantajoso em muitos aspectos. “A educação parte para uma Educação 5.0, onde precisa ter toda essa parte de conhecimento em tecnologia […] nós não podemos mais fugir dela, não dá mais tempo”, explica.

 

A coordenadora Luciene reforça a visão da diretora. Para ela, o EaD dá muito mais autonomia ao aluno. “É onde você cria uma proatividade também, e isso, para o mercado de trabalho, é super importante”, garante.

 

Treinamento dos professores

 

A adaptação ao Novo Ensino Médio também passa pela capacitação dos professores. Todas as mudanças exigidas pela reforma foram um pouco assustadoras para o corpo docente do Colégio EBE Objetivo lá no início. “Como eu sempre falo, o que é novo nos assusta, nos traz uma insegurança, porque eu não vivenciei”, conta Luciene.

 

A coordenadora fala que no começo não foi tudo mil maravilhas, mas que ajudou muito o fato de ela e a diretora Milene estarem “encantadas” com o Novo Ensino Médio. “Eles começaram a entender que quando a gente entra com itinerário, eu tenho uma aula com mais autonomia. Essa aula é leve […] eu consigo personalizar para o meu aluno”, afirma.

 

Todos os professores do colégio receberam treinamentos da rede à qual a unidade de Guarulhos pertence. Foram três capacitações. Além delas, a própria unidade forneceu um treinamento extra. “Nós viemos com a nossa capacitação, a Lu explicando, eu explicando, sentando na mesa, mostrando o material para que eles pudessem entender e tirar todas as dúvidas antes de começar. Então assim, o principal: capacitação para todos”, assegura Milene.

 

Comunicação efetiva com as famílias

 

A diretora Milene e a Coordenadora Luciene consideram as famílias dos alunos um elemento muito importante na adaptação ao Novo Ensino Médio. “Eu preciso estruturar famílias, para que elas possam entender. Porque escola e família têm que trabalhar juntas, não adianta”, garante Luciene.

 

A coordenadora fala que, nesse momento de tantas mudanças, é preciso deixar tudo muito claro, aproximar os pais, dar exemplos da própria vivência, contextualizar esses exemplos com a vida deles, para que possam entender essa novidade que eles não vivenciaram.

 

Nesse sentido, uma comunicação realmente efetiva faz toda a diferença. Para dar toda essa assistência, elas puderam contar com a agenda digital da Plataforma ClipEscola. “Eu sou super apaixonada pela ClipEscola, porque vem mesmo para agregar e dar esse suporte para ajudar a todos”, afirma Milene.

 

Dicas finais do EBE Objetivo para outras escolas

 

Se a sua instituição está prestes a encarar o desafio da adaptação ao Novo Ensino Médio, se ligue nessas dicas finais da Milene e da Luciene do EBE Objetivo:

 

  • Tenham calma e busquem entender todo o processo. Descubram se o sistema ao qual a escola pertence (se houver) vai ajudar na implantação.

 

  • Tenham transparência com os pais.

 

  • Os itinerários por áreas do conhecimento são mais fáceis de aplicar em um primeiro momento.

 

  • Aproveitem os 20% de EaD que é permitido para as aulas, porque os custos vão diminuir.

 

Como a ClipEscola pode ajudar na adaptação ao Novo Ensino Médio

 

A ClipEscola desenvolve a Plataforma de Transformação Digital M3I, que possui recursos para diversas necessidades das escolas na adaptação ao Novo Ensino Médio. A nossa solução, inclusive, é usada pelo Colégio EBE Objetivo de Guarulhos desde 2018, e conseguiu dar todo o suporte necessário à instituição no período de quarentena e agora, com esse novo desafio da reforma do ensino médio.

 

Confira os recursos da nossa plataforma que mais podem ajudar você com isso:

 

  • Agenda Digital

 

A nossa agenda digital possui tudo o que é necessário para uma comunicação escolar de alto nível. Com o recurso de Forms que ela contempla, a sua escola poderá rodar pesquisas com os alunos para saber quais são os tipos de áreas que eles mais têm interesse, e com base nos resultados, montar os itinerários formativos.

 

Com a agenda, a sua escola também consegue dar todas as informações que os pais precisam para entender as mudanças. Dá até para criar uma categoria só para tirar as dúvidas deles. Toda a comunicação fica bem organizada e os recados são respondidos dentro de horários predefinidos, para que ninguém fique sobrecarregado. A nossa agenda ajudou muito o EBE Objetivo, e pode ajudar a sua instituição também!

 

  • Salas de Aula Virtuais

 

Você sabe que no Novo Ensino Médio o EaD é permitido para uma parte da carga horária, não é? Mais precisamente, 20% para o ensino matutino, 30% para o noturno e 80% para EJA. A nossa plataforma possui salas de aula virtuais bem completas, e com elas você pode usar o EaD para todo o percentual da carga horária que a reforma permite.

 

As nossas salas possibilitam:

 

  • Aulas ao vivo
  • Interação com o professor por voz ou por chat
  • Envio de aulas gravadas
  • Envio de materiais variados de forma categorizada por disciplina
  • Armazenamento em nuvem
  • Recebimento de deveres e trabalhos com controle automático de entregas
  • Avaliações com perguntas abertas e/ou fechadas
  • Correção automática de provas de questões fechadas
  • Tira-dúvidas
  • Grupos moderados só de alunos
  • Fóruns de discussão

 

O Colégio EBE Objetivo, que já implantou o Novo Ensino Médio, está utilizando as salas da nossa plataforma para 20% da carga horária das aulas. Você também pode fazer o mesmo!

 

  • Comunicação Interna

 

A nossa plataforma também possui o módulo de comunicação interna. Ele pode ser extremamente útil na adaptação ao Novo Ensino Médio, especialmente se a sua escola optar por trazer uma parte da carga horária para o EaD. 

 

Ainda não percebeu o motivo? Quando se usa EaD, os professores não precisam, necessariamente, lecionar as aulas de dentro da escola. Eles podem estar na casa deles, por uma questão de comodidade e até de logística de espaços físicos.

 

A sua escola também pode precisar contratar mais profissionais para essa parte remota, e eles podem morar em qualquer parte do país. Nesses casos, esses professores nunca estariam na escola fisicamente. Porém, em todas as situações, a comunicação interna precisa ser redonda, organizada e sem ruídos de informação. Conte com a Clip para isso também!

 

Leia mais
– Reforma do ensino médio: entenda o que muda
– Novo Ensino Médio e ClipEscola: confira tudo o que oferecemos para esse desafio

 

Agora que você viu como o Colégio EBE Objetivo fez a adaptação ao Novo Ensino Médio, tendo sempre a ClipEscola como aliada, encare o desafio também e já comece a adequar a sua escola!

 

CTA_Webinar - Novo Ensino Médio

AUTOR:

Graziela Balardim

A autora é Jornalista, pós-graduada em Produção Multimídia e atua na ClipEscola como Conteudista de Marketing Digital.