Skip to content
Case de Sucesso - Inglês Active

COMPARTILHE

27 de julho - 2020

Case: Inglês Active contorna a crise usando inovação e comunicação personalizada com o público

Tempo estimado de leitura: 9 minutos (1822 palavras, 10211 caracteres)

A escola Inglês Active é um ponto fora da curva. A instituição – que é um curso livre, e portanto, não obrigatório – chegou a perder alguns alunos quando a pandemia de Covid-19 começou, mas depois se estabilizou e voltou a crescer. O cronograma de aulas foi mantido como havia sido planejado no início do ano – e pasmem – sem a perda de um único dia. O quadro de funcionários também não foi afetado e nem as jornadas de trabalho precisaram ser reduzidas. O segredo deles? Um proprietário com olhar visionário!

 

Luccas Cavalcante, dono e diretor da Inglês Active, é um homem singular. O brilho nos olhos e o entusiasmo na fala revelam uma pessoa que não vê o mundo da mesma forma que seus pares. Dono de um espírito inquieto, ele não se conforma com “o que está dando certo hoje”, e faz da melhoria contínua sua eterna busca. Se informa, se antecipa a acontecimentos, inova constantemente e nunca perde de vista o fator humano.

 

Foi com essa mentalidade sempre à frente que em três de fevereiro deste ano – mais de um mês antes de as escolas precisarem fechar – ele aderiu à Plataforma ClipEscola, que na época ainda não possuía salas de aula virtuais. A solução, porém, já possibilitava uma comunicação próxima, organizada e eficiente com o público, algo que o empresário sabia ser essencial, principalmente para os desafios que estavam por vir.

 

A comunicação que fez a diferença

 

“Comunicação foi o principal. A gente se comunicar com a equipe, se comunicar com os pais e com todo mundo constantemente, acho que isso fez a grande diferença”, assegura o empresário. Na visão dele, o atendimento é um ponto-chave, e quando a escola consegue criar laços com os alunos e contar com o apoio da equipe, tudo fica mais fácil.

 

A adesão à ClipEscola teve justamente o objetivo de melhorar a comunicação. Até então a Inglês Active usava grupos de WhatsApp para a interação com o público, o que Cavalcante considera como muito ineficiente. “É algo horrível”, afirma o empresário. Ele conta que chegou a participar de 50 grupos. A agenda digital da ClipEscola foi então a solução encontrada para oferecer uma comunicação mais efetiva.

 

“Ficou legal para a gente ter uma plataforma onde eu mando uma mensagem e vai para a escola inteira, para alunos e pais, e eu precisava disso urgente para eu poder conversar com todo mundo, então isso acabou ajudando bastante. E fica uma coisa organizada”, explica.

 

O investimento na solução – feito antes do isolamento social – acabou ajudando a escola no desafio que se apresentou. Na pandemia, a instituição se empenhou em oferecer aos alunos uma comunicação muito personalizada, entendendo as necessidades de cada um e sendo muito flexível, inclusive em negociações financeiras. Como Cavalcante frisa, a Inglês Active é uma “escola-família”. 

 


O desafio das aulas virtuais

 

Antes mesmo da suspensão das aulas presenciais, o proprietário da Inglês Active já estava se preparando. Cavalcante sempre teve o hábito de assistir ao noticiário internacional, e acompanhou com atenção ao avanço do Coronavírus pelos outros países. Isso o permitiu prever o que estava por vir e antecipar-se. “Antes de vir a gente já preparou toda a equipe”, assegura. Conforme relata, alunos e colaboradores já estavam sendo preparados e treinados.

 

Inicialmente a ideia era usar uma ferramenta gratuita para as transmissões ao vivo. No final de março, porém, a ClipEscola lançou as salas de aula virtuais, e pôde então ajudar a Inglês Active com algo que ela nem esperava quando contratou a plataforma.

 

O maior desafio das aulas virtuais, conforme Cavalcante relata, foi a curva de aprendizagem dos alunos no uso da nova tecnologia. A escola de inglês atende a alunos de todas as idades, e os estudantes mais velhos demoraram um pouco mais para se adaptar. “Se eles não têm tecnologia no dia a dia deles, demoram mais para se adaptar. Mas foi uma coisa lá no começo. Foi algo de até se acostumar, aí acabou pegando”, explica.

 

A Inglês Active seguiu todo o cronograma de aulas que já estava planejado, só trocando o ambiente físico pelo virtual. Os alunos não tiveram que perder aulas nem no começo – algo que poderia tê-los desmotivado – conforme acredita Cavalcante. “Quebrou o ritmo já era”, declara. Para ele, se o ritmo é quebrado em um momento de medo, é mais difícil voltar. “Tem que agir rápido, certo e não olhar para trás”, conclui.

 

A mente visionária

 

Os resultados alcançados pela Inglês Active mostram que um espírito inovador faz a diferença. Não à toa, Luccas Cavalcante, além de proprietário e diretor da Inglês Active, é consultor de escolas – e não apenas as de inglês. Ele aconselha aos proprietários de escolas que não se deixem engessar por métodos de ensino ou por algo só porque sempre deu certo. “Tem que inovar, tem que sair fora da caixinha. Se você for ficar preso, você vai morrer preso. Você está com a âncora no pé, acabou de vir um Tsunâmi, você tem que largar essa âncora aí”, argumenta.

 

Cavalcante defende que se o proprietário de uma escola é alguém antenado, que está sempre olhando para as novidades, sendo flexível e disposto a experimentar as coisas, quando surge uma dificuldade, fica mais fácil, pois a pessoa já está muito mais ágil. “Você já está treinando seu cérebro para ver coisas novas, então você não se assusta tanto com uma novidade ou um problema muito grande”, explica.

 

Para ele, nem a resistência dos colaboradores da escola à tecnologia deve ser capaz de frear o diretor. O empresário fala que quando a instituição vai introduzir um novo sistema, é comum que a equipe seja a primeira a responder negativamente. “O diretor, coordenador, tem que ter um olhar visionário. Tem que imaginar aquilo funcionando já, como que vai ser, e tem que transmitir isso para a equipe. Eles não vão comprar a ideia no começo, com certeza não, mas aí é essa parte do gestor ter esse lado mais motivacional, mais empenho, se dedicar, não desistir por problemas que vai encontrar no caminho e ver a solução”, explica.

 

A Inglês Active, por exemplo, hoje colhe os louros por ter sido inovadora. Cavalcante acredita que os alunos viram e reconheceram toda a movimentação e os investimentos que foram feitos para entregar o melhor para eles em comunicação e aulas virtuais. “A gente tem que sempre estar olhando para o nosso negócio, para a escola, e em como que eu posso melhorar”, aconselha.

 

Em momentos extremos como o que estamos vivenciando, Cavalcante diz que o medo não pode ser um empecilho para as escolas agirem e se reinventarem. “Tem que encarar o medo, tem que encarar! Se não sabe, tem que pedir ajuda, tem que pedir às pessoas, tem que assistir a todos os webinars da ClipEscola”, recomenda.

 


Próximas inovações da Inglês Active

 

Se você acha que a Inglês Active já inovou o suficiente e que agora irá se acomodar por algum tempo, é porque você ainda não conhece Luccas Cavalcante. Com um olhar sempre à frente, o empresário agora está contratando dois novos módulos da ClipEscola: o ClipPag e a Assinatura Digital.

 

O ClipPag é uma funcionalidade que automatiza todos os recebimentos da escola. Os pais e alunos recebem os títulos (como mensalidades, taxas, etc.) no próprio celular, e conseguem pagá-los pelo aplicativo em poucos minutos, e sem precisar sair de casa! O recurso também envia lembretes quando a data para pagamento está se aproximando ou até se ela já estiver estourada; permite a personalização de boletos para cada aluno e possui taxas muito abaixo das praticadas pelos bancos. Saiba mais por aqui.

 

A Assinatura Digital, que é o outro módulo que a Inglês Active está contratando, permite que os contratos sejam assinados digitalmente sem que alunos e pais precisem se deslocar até a escola. A assinatura é criptografada, tem validade jurídica e dispensa completamente a assinatura física. Dessa forma, a escola consegue realizar matrículas e rematrículas sem precisar que alunos e pais quebrem o isolamento social. Saiba mais por aqui.

 

Case de sucesso em vídeo

 

Que tal assistir a uma parte desse case em vídeo também? Confira:

 

 

Inove na sua escola também!

 

Se você se inspirou pelo exemplo da Inglês Active, inove você também na sua escola – seja ela um curso livre ou de ensino regular! A ClipEscola possui muitos recursos que podem te ajudar, como por exemplo:

 

  • Ambiente Virtual de Aprendizagem – Recurso completo para transmissões de aulas ao vivo ou envio de aulas gravadas; envio de materiais; recebimento de trabalhos; aplicação de exercícios e provas; etc.

 

  • Agenda Digital – Comunicação com alunos e pais de forma organizada e hierarquizada por recados digitais, que possuem inclusive a possibilidade de configuração de horários para respostas.

 

  • Comunicação Interna – Módulo que permite a centralização de toda a comunicação entre as equipes da escola em um só local, bem como a realização de reuniões ao vivo entre times.

 

  • Estou Chegando – Funcionalidade que atua de forma sincronizada com o GPS do celular dos pais, informando à escola se eles já estão chegando ao local. Assim, os alunos não precisam ser liberados todos ao mesmo tempo, só na hora em que o pai chegar. Dessa forma, a escola consegue evitar aglomerações na hora da saída e preservar a saúde dos estudantes.

 

Essas são só algumas das nossas funcionalidades, saiba mais por aqui.

 

Leia mais
– Os professores do grupo de risco no contexto de aulas híbridas
– 8 tutoriais em vídeo para ajudar professores e escolas nas transmissões ao vivo

 

Espero que esse case tenha inspirado você, e que em breve o próximo case de sucesso deste blog seja o da sua escola!

 

Infográfico - Escolas de idiomas

AUTOR:

Graziela Balardim

A autora é Jornalista, pós-graduada em Produção Multimídia e atua na ClipEscola como Conteudista de Marketing Digital.